Domingo, 29 de Março de 2009
"Show de Bola" na Assembleia 2

“Show de Bola” na Assembleia 2

 

Mais uma vez tivemos espectáculo de “comédia” na vila. Certamente que qualquer leitor já está farto de ver chamar “comédia” às assembleias políticas, pelo que o verdadeiro significado dessa adjectivação já está de certa forma perdido. Mas dando uma olhadela às melhores citações por lá ditas, o único adjectivo pertinente é mesmo esse.

 

Tudo começa, como não podia deixar de ser, pela ponte medieval, e um bonito diálogo se pode criar com as melhores citações que lá foram proferidas, alternado apenas a sua ordem e contexto:

 

Alguém disse:

“A ponte está uma vergonha; é ver aquele jardim botânico que lá se criou”

Dando seguimento acerca da preocupação geral acerca do estado da ponte, segue-se a mítica frase de José Pontes (PS):

“Não tenho as melhores aptidões para o mergulho”.

Mas tendo em conta que todos os pareceres dizem que a ponte está de “pedra e cal”, Augusta Gabriel (PSD) foca algo que toca a todos os amortecedores que por lá passam:

“O piso da ponte está uma vergonha”

E quando se pronuncia a simples palavra “ponte”, há alguém que desperta: Lino Ventura (PSD), presidente da junta de Lavradas que recentemente recebeu a previsão para a sua freguesia da ponte sobre o rio Lima. E José Pontes (PS) lá teve que acalmar o homem:

“Onde estava o estado nos últimos anos que não fez nada e que agora faz a ponte, o gargalo e requalifica as estradas 101 e 203”.

 

Quando se toca a falar de possíveis “negociatas”, há que montar defesa, como fez Vassalo Abreu:

“Quem não deve não teme”, acerca do “poio 2” que está a ser construído por Sá Taqueiro em pleno centro da vila, e “Estou mandatado para negociar com a EDP”, acerca da Pousada de Lindoso.

 

Havia no PS quem “desse o corpo às balas”, em defesa do executivo:

“Esta é uma Câmara de obra feita” e, noutra intervenção, “Meus amigos, o Vassalo promete e faz”, por Pedro Lobo (PS).

 

No fim, quem sabe metaforizando com os elementos da assembleia, e resumindo o que se passou, fica a citação de Adelino Esteves (citada no contexto real da Capela de Boivivo):

“Lá vem as histórias da carochinha. Estão aqui uns calhaus para calcetar à volta da capela. Merecíamos melhores calhaus para aquele local”.

 

E como nota final, ficam as provas de que este executivo está a fazer obra, ou melhor, obras. Ainda mais espectacular que fazer obras, é o custo de cada uma. Muito dinheiro está a ser investido no concelho. Muitas reflexões são também possíveis, entre as quais, será que o investimento feito vai ser proporcional à evolução que se irá sentir no concelho? Com estes custos, serão as obras que ainda estão a para vir financeiramente viáveis?

A ponte de Lavradas terá um orçamento, se for realmente construída, de 7 milhões de euros, e a Porta do PNPG cerca de 800 mil euros. Mais espectacular que isto é ainda o custo do Centro Escolar de Entre Ambos-os-Rios: 3,4 milhões de euros! Já o novo quartel de GNR custará 1,6 milhões de euros.

Uma coisa também se pode daqui retirar: os Centros Escolares e Lares/ Centros de Dia previstos irão dar muitos empregos, colmatando parte de uma carência que afecta este concelho. A Associação Social e Cultural dos “Amigos da Barca” vai-se tornar um verdadeiro Centro de Emprego!

 

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 00:51
link do post | botar farpas (=comentar) | ver comentários (1) | favorito

Domingo, 28 de Dezembro de 2008
"Show de Bola" na Assembleia

"Show de Bola" na Assembleia

 

Estavamos no dia 13 de Dezembro, na Assembleia Muncipal, e os políticos para lá foram para votar a aprovação de nove assuntos na agenda desse dia. Nada de muito especial, a não ser a aprovação conseguida de um empréstimo designado "Pagar a tempo e horas", que foi rectificado de 147 para 245 mil euros. Até aqui tudo bem, votações... O que tornou esta assembleia marcante, foi, para além da habitual qualidade de intervenções, a diversidade de acontecimentos.

 

"Show de Bola"! Passemos às figuras:

 

Jaime Pancha (PSD) -  No meio de intervenções pertinentes de outros intervenientes da oposição, desde os questionamentos acerca da construção do Parque Desportivo até aos assuntos relativos aos empréstimos e o Orçamento para 2009, Jaime Pancha aborda o ainda mais importante assunto da sinalização das estradas em obras: basicamente "Sr. Presidente, chame a atenção aos empreiteiros para a correcta colocação das tabuletas nas obras!", ou algo do género. Não se conseguiria ir buscar um assunto mais relevante, sem perder a creatividade. Estávamos num Sábado... Noite de sexta mal dormida?

 

Lino Ventura (PSD; Junta de Lavradas) - O conhecido "pedinchas" do concelho (nada pobre nos pedidos!), depois de ver prometida a ponte para Lavradas pelo secretário de estado, decidiu que tinha sido algo modesto nos pedidos ao "Pai Vassalo", e decidiu pedir "saneamento", "estrada da Farrapa" e "polidesportivo". Ninguém sabe quando este presidente irá parar...

 

Alberto Cerqueira (PS; Junta de Bravães) - Para além de apoiar o vizinho de Lavradas no pediodo de saneamento, disse que todos gostariam de fazer muitas obras, "mas temos que ir pelas prioritárias". Ora aí está algo de que já sabíamos: este executivo PS tem começado a "fazer pela vida", à base, está claro, de obras, a +/- 1 ano de eleições. Se consideram que se fazem poucas obras, como estaria hoje a Barca se não estivéssemos em tempo de "vacas magras"? Recontruia-se toda a vila... ou melhor, construiriam-se prédios mesmo por cima dos edifícios existentes!!!...

 

Cabral de Oliveira (membro do público na assistência) - Não se sabe qual o papel que foi envergar, se o de presidente da Comissão Política do PSD, se o de ex-presidente de câmara prevaricador, ou melhor, "menino aflito para justificar as asneiras em que se meteu". Sabe-se isso sim que foi para a Assembleia tentar justificar a decisão de tribunal acerca de um licenciamento ilegal enquanto presidente da câmara, confrontando ao mesmo tempo o presidente da Assembleia Municipal, Paulo Pimenta, que lhe moveu essa acção em tribunal. Sabe-se ainda que no fim de lá saiu sem dizer praticamente nada, insatisfeito, e com um desgaste acrescido. E ainda por cima com a referência de Vassalo Abreu, que na acta onde consta a proposta de licenciamento, os vereadores PSD Armindo Silva, Cabral de Oliveira, Claudino Amorim e Augusto Marinho votaram favoravelmente.

 

Olinda Barbosa (PSD) - Pediu explicações acerca do prédio do Sá Taqueiro que está a ser construído no centro da vila. E foi nesse preciso momento que se deu a "morte do artista", ou, neste caso, a "morte da artista". Vassalo disse que "sei que a sr.ª Drª Olinda gostava mais de o ver no projecto".

Fica desde já o agradecimento do barqueiro à Sr.ª Olinda Barbosa, por ser uma leitora assídua deste blog.  É que quando foi do "poio", o "original", o lar empoleirado na vila, este blog foi o primeiro a denunciar a presença estranha de tamanho "poio" no postal da Barca, e logo depois a Sr.ª Olinda se apressou a ir tentar entalar o executivo. Desta vez, o barqueiro denunciou um novo "poio" no meio da vila, que até aí ninguém incrivelmente tinha cheirado, precisamente num artigo aqui escrito em 7 de Dezembro, e mais uma vez a Sr.ª Olinda foi para a Assembleia no dia 13 dizer que tinha descoberto a tal "bosta". São bons estes políticos barquenses, em que nem um é capaz de identificar um "poio" em fase de projecto, e só quando alguém diz que o cheirou, repara que já foi "cagado". Para a próxima que quizer entalar o Vassalo e o seu executivo pelos "poios" que fazem, tente-os reconhecer primeiro no papel. É que o barqueiro não tem essa vantagem de saber como, quando e onde vão ser "cagados".

 

Os "dribles" mais delirantes:

 

Claudino Amorim (PSD) - referindo-se ao empréstimo aprovado nessa sessão: "Somos todos uns bananas".

 

Paulo Pimenta (PS) - dirigindo-se a Adelino Esteves: "Nós estámos desde as 9 da manhã a assistir às suas palhaçadas".

 

José Pontes (vice-presidente da câmara PS) - "Eu com o meu depósito gastronómico tenho alguma dificuldade em estacionar no parque do Afonso III".  

 

 

 

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 23:11
link do post | botar farpas (=comentar) | ver comentários (1) | favorito

Domingo, 18 de Novembro de 2007
Hoje, sou eu!..., Não, sou eu!!..., Sou eu!

Hoje, sou eu!..., Não, sou eu!!..., Sou eu!

 

A política em Ponte da Barca está quente, quente! Como tem sido examinado neste blog nos últimos artigos sobre política, é usualmente nas segundas metades dos mandatos que a política aquece. E em Ponte da Barca, o mesmo se tem passado, com cada vez mais participantes nas colunas de opinião dos nossos jornais. Não é que seja prejudicial, pelo contrário. O debate é benéfico. Mas perante as circunstâncias actuais, tudo nos faz questionar: "onde é que eu já tinha visto isto?". 

Lições de moral à parte, desta vez vamos falar de mais uma "jornada política". Miguel Pontes, o já conhecido elemento da bancada PS, vem dar como título ao seu artigo nos 2 jornais locais um "grito" para ser ouvido pelos barquenses: "HOJE QUEM DESABAFA SOU EU!!!". E compreende-se este "grito": ultimamente os jornais têm sido "inundados" por artigos de várias figuras da política local, e desta forma gera-se uma "disputa" de "audiências" entre os barquenses. De forma a que sejam ouvidos, ou melhor, lidos, de entre a enorme concorrência, leva a que se gerem "gritos" destes. Neste caso específico, Miguel Pontes vem responder e concorrer, através deste artigo com título em forma de "grito", ao que parece, pelas 3 exclamações, a uma senhora política da oposição, que também tem escrito umas coisas regularmente. Ele refere-se a ela da seguinte maneira: "Confesso que não consigo dar grande credibilidade ao que escreve uma ex-Presidente da Assembleia Municipal, actual vereadora da oposição, já que a esmagadora maioria das vezes, parece não querer perceber o que se está efectivamente a passar em Ponte da Barca." Adivinhem quem é?! Este blog não adianta nomes, pois não é de forma alguma o representante de Miguel Pontes ou algo parecido, e os políticos por vezes conseguem crer fazer crer às pessoas que conseguem justificar que amarelo é azul, por exemplo. Mas esta é óbvia, não é?

O artigo, na sua generalidade vem dizer em concreto, o que já por si o torna raro, o que a câmara actual tem feito no poder. Por aí, está um artigo muito bem escrito e com bons argumentos. Pena é que quando um artigo de qualidade, que surgem poucas vezes nos jornais, tem este título que transparece uma atitude "infantilmente rabugenta ".



talhado por o barqueiro às 00:18
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Domingo, 28 de Outubro de 2007
Político no desemprego? II

Rosto emergente da política barquense à procura de emprego? - episódio II

Foi mais uma vez no "O Povo da Barca" que um rosto da política barquense veio apresentar uma coluna de opinião que regularmente lhe caberá na rubrica "Taco a Taco". No primeiro episódio tinha sido a senhora Isabel Pedro: tudo em http://nadasobreabarca.blogs.sapo.pt/29177.html. Desta vez é Miguel Pontes, membro da assembleia municipal. Se no anterior episódio, protagonizado por Isabel Pedro, pouco se disse de concreto, e do pouco tudo foi crítica negativa ao executivo camarário, neste episódio II de Miguel Pontes foi feita uma apresentação bem estruturada da sua coluna inaugural, podendo-se adivinhar em futuras edições a enfatização da acção positiva da Câmara. Esperemos que este duelo entre PS e PSD na imprensa regional apresente qualidade superior nos próximos "episódios", pois nestes artigos inaugurais acabou-se por tornar num confronto de currículos, bem mais destacados aos olhos dos leitores. Procura de emprego? Provavelmente não, devido aos bons currículos, mas quem sabe... Imagem de importante? Isso parece que sim, e a nossa terra felizmente tem muita gente importante e bem formada, ao que parece... o que não parece é que isso tenha trazido benefícios para o crescimento do concelho.

Esperemos que isto não passe de "má língua enganosa, e que estes dois grandes currículos façam alguma diferença face aos restantes artigos políticos de opinião locais... Já agora, aqui vai mais um currículo (de Miguel Pontes):

 

                                                     


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 00:54
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Domingo, 14 de Outubro de 2007
A "posta barrosã" e os presidentes de junta

Presidentes de Junta de Ponte da Barca e Bravães andam-se a fazer à "posta barrosã"?

Ao que temos visto nos últimos jornais, "Notícias da Barca" e "O Povo da Barca", os Presidentes de Junta de Ponte da Barca, Jorge Coutinho, e de Bravães, Alberto Cerqueira, têm andado simpatiquíssimos para com o executivo camarário e para com o seu presidente, Vassalo Abreu. Foi na Assembleia Municipal de 4 de Setembro e antecedentes, e agora na imprensa local com artigos dedicados à Câmara e sua "maravilhosa" gestão. Não é um juízo de valor, apenas é o resumo daquilo que estes presidentes de junta têm dito. Os assuntos recentes da Assembleia Municipal têm-se focado na alienação dos terrenos do Rodo em Vila Nova de Muía e na discussão de projectos ora necessários mas que tardam em arrancar, como é o caso do Complexo Desportivo e Pólo Industrial, ora ridículos e sem o mínimo de consciência, como o caso da ponte sobre o Lima em Lavradas para ligar ao IC 28. Enfim, e a vida da política barquense lá vai andando, com o Bloco de Esquerda a ser o partido mais pequenito mas que ainda vai tendo uma convicção marcada e insistente de estar sempre a alertar para a necessária aposta no turismo. E no meio de tudo isto lá têm estado os presidentes de junta destas duas freguesias a dizer que a Câmara Municipal só tem acções de "servir as populações e promover Ponte da Barca" e que tem estado "num rumo de desenvolvimento". As já "muito produtivas" assembleias municipais têm agora sido usadas por estas figuras para serem ocupadas com o elogio gratuito, sempre pronto a "sair do forno". E, à parte de tudo isto, existe um ditado popular, já que estes presidentes elogiam muito o saber popular da nossa terra, que diz que quando a "esmola é grande o santo desconfia". Pode parecer que são os únicos presidentes de junta do PS no concelho, mas não são, e têm sido uns constantes habituers dos elogios durante as assembleias municipais deste mandato.

O presidente de junta de freguesia de Bravães chega ao ponto de nos seus recentes de artigos de grande elogio nos jornais locais jogar uma das maiores cartadas, daquelas que só se jogam em "ultíssimo" recurso,  para demonstrar a grandeza desta Câmara Municipal:

 

"Gostamos todos de ver as nossas festas a serem divulgadas por todo o país e logo no programa TV regiões. Não foi por acaso que cá estiveram".

 

Parabéns! A Barca chegou ao TV Regiões! Depois disto, o melhor que ainda pode acontecer, pelo menos para estas opiniões, só ganhar as próximas eleições e festejar com uma boa jantarada com a boa "posta barrosã".

 

 

                                  

 

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 07:38
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Sábado, 16 de Junho de 2007
Parque Subterrâneo

"Assembleia Municipal aprova proposta para a utilização do parque subterrâneo" in Notícias da Barca

É desta que parece que uma das maiores infraestruturas da Câmara Municipal vê a sua versatilidade de utilizações elevada ao expoente máximo. Ao que parece poderá ser o novo "Galinheiro Municipal". O nome "parque" sempre esteve e estará lá só para causar algum confundimento : um resquício dos nomes poucos correctos que o executivo camarário anterior de Cabral de Oliveira dava às suas obras. Esta Câmara tem andado ás voltas com o que fazer com este colosso de betão, e aprovou uma "nova" proposta de utilização na assembleia municipal. De facto não se trata realmente de uma "nova" utilização, porque na realidade não há ninguém que se lembre de ter sido alguma vez utilizado.

A solução passará por fazer um extermínio dos insectos que anteriormente habitavam esta grande moradia, nomeadamente moscas, e introdução das galinhas. Surgirá assim um cooperativa de galináceos, podendo ser uma ramo da economia com sucesso em Ponte da Barca. A mesma solução poderá passar pela Adega Cooperativa, que caso se continue a enterrar num enorme fosso sem fundo de dívidas, cujos gestores que têm passado têm sabido apenas aumentar de largura, já que de profundidade já não é possível mais, poderá transformar-se na futura Cooperativa de Tremoços de Ponte da Barca.


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 01:35
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

barqueiro
pesquisar
 
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


barcalhoadas recentes

"Show de Bola" na Assembl...

"Show de Bola" na Assembl...

Hoje, sou eu!..., Não, so...

Político no desemprego? I...

A "posta barrosã" e os pr...

Parque Subterrâneo

todas as barcalhoadas já assistidas

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

Visitas
Vídeo do mês: Política para Totós
subscrever feeds