Segunda-feira, 31 de Dezembro de 2007
Assim terminou o ano em Ponte da Barca
Assim terminou o ano em Ponte da Barca

Os últimos dias do ano é uma altura em que nas pessoas reina o espírito natalício e a ternura de um ano passado. Deseja-se o melhor para o ano que vem, e isso ouve-se sempre dizer que é paz, saúde, amor e coisas que não fogem muito dessa linha. Vejamos então como vai o espírito dos barquenses que marcam durante todo o ano as páginas dos nossos 2 jornais concelhios.

Comecemos a "viagem" por mais algumas notícias novas que surgiram acerca do Orçamento Municipal para 2008. Após as últimas lançadas no "Notícias da Barca", e aqui comentadas em "Espírito Natalício Invade assembleia Municipal (http://nadasobreabarca.blogs.sapo.pt/39968.html)", surgem agora entrevistas no "O Povo da Barca". Numa abrangente entrevista a figuras dos partidos concelhios, ficámos a saber que para Miguel Pontes (PS) tudo está bem neste orçamento (como não poderia estar!), mas da sua entrevista mais nada se pode tirar. Para Arnaldo Pereira (CDU), "não existem inovações relativamente aos anteriores", apresentando a transcrição do seu discurso em Assembleia com as áreas que deveriam ser prioritárias na política concelhia. Mas o melhor vem do PSD e do BE. Do PSD, Claudino Amorim, figura que despertou para a imprensa regional já muito no fim deste ano, diz que "São tantos os aspectos negativos que nos custa encontrar aspectos positivos", enumerando críticas atrás de críticas, sendo um orçamento "enganador". Ficou por responder a questão de "quais os aspectos positivos", e quanto a soluções e alternativas, zero. O BE, por David Sequeira, apresentou um texto organizado, onde apresenta as críticas, alternativas para esses aspectos negativos, e ainda não lhe custa apontar aspectos positivos do orçamento, que apesar de tudo, também terão que haver. Resultado: o BE, o partido "formiga", acaba o ano, pelo menos na imprensa, à frente do maior partido da oposição, o PSD, que deveria apresentar-se como verdadeira alternativa ao poder actual! Isso dá para rir, mas na verdade é algo preocupante, na medida em que transparece incompetência da oposição que pretende o "poleiro" actual do PS.



Dando uma vista de olhos, desta vez, pelas mensagens de Natal, encontrámos mensagens de Natal dos Presidentes de Junta em geral, uma aqui outra acolá, salpicando as páginas dos jornais da primeira à última página.

Quanto ao Rotary Club, continua a "saga" contra os distúrbios oftamológicos proporcionada pelo presidente e empresário do ramo das ópticas, Victor Dias.

Este ano termina também com uma das melhores análises que Arnaldo de Sousa já fez. Vem questionar-se, como qualquer barquense terá que fazer, se há alguma "linha de coerência" entre a decisão da Câmara Municipal de prescindir da aplicação de 800 mil euros no que seria o Parque Empresarial de S.João/ Salvador por falta de "vocação" da localização, e agora proceder à venda de lotes para a instalação de empresas no mesmo local.

Como já é costume, tivemos ainda as mensagens de Natal do Presidente de Câmara, Vassalo Abreu, do Presidente da Assembleia Municipal Paulo Pimenta e a mensagem conjunta dos vereadores da oposição Olinda Barbosa, António Rodrigues e Lino Freitas.

Tocando, como não poderia deixar de ser, no "clero" barquense, assistimos ao culminar de um ano cheio e envolvimento religião - política, com o Padre Júlio a aparecer no mesmo jornal em duas fotos junto com a "nata política" de Ponte da Barca.



Acabámos esta "maratona" de fim de ano com a boa notícia (ou não) de que na época Natalícia não houve gente, ou melhor, mortos, para se elaborarem as colunas de "Falecimentos" do concelho nos 2 jornais concelhios.

Boas entradas para todos!!!


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 01:08
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Domingo, 4 de Novembro de 2007
Cheirinho a autárquicas?

Cheirinho a autárquicas?

 

Mais uma vez, a fonte de assuntos concelhios para este blog vem do XXX Congresso Nacional do PSD (na anterior semana tinham sido destacados os já “crescidos” meninos da JSD barquense). E já agora, a fonte é o congresso XXX, do PSD, não porque seja algo de conteúdo de rodinha vermelha (O), mas apenas uma coincidência do número de congressos já realizados na história do partido da bolinha cor de laranja. Até se poderia fazer a piadinha da ressurreição de Menezes e Santana num congresso XXX não muito recomendado para consumo. Mas o que de facto é fonte de assunto é a ressurreição mediática de José Manuel Maia, pelo menos no que à imprensa regional diz respeito. Após ter sido apontado como um rosto emergente ainda quando o PSD estava no poder camarário, ter sido como que apagado pelas eleições autárquicas com o candidato do PSD Lino Freitas, eis que este rosto aparenta chegar-se novamente à “linha da frente”, sendo que neste congresso discursou como delegado barquense do PSD. Poderá ser este um dos nomes que se costuma especular por esta altura dos mandatos para as próximas eleições autárquicas? A julgar pela aparência nas fotos, está um homem mais maduro…, mas pelo discurso, dizendo que com Menezes no PSD, os portugueses vão ter “razões para acreditar”, parece que ainda tem muito para amadurecer… Logo veremos, não hajam pressas. E não se pense que este é o único, se realmente se estiver a “chegar à frente”. Já se notam movimentações para postos nas listas dos partidos também na esquerda barquense (basta andar-se um pouco mais atento), e muito mais ainda virá no tanto no PSD como no PS.

O espectáculo está agora a começar?!


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 00:12
link do post | botar farpas (=comentar) | ver comentários (1) | favorito

Terça-feira, 21 de Agosto de 2007
Olinda puxa pelos seus rapazes

Olinda puxa pelos seus rapazes

Tivemos também oportunidade de ver nestas edições festivas de S. Bartolomeu da imprensa uma mensagem dos 3 vereadores da oposição PSD a todos os barquenses. Visam os emigrantes e as tradições que se recordam nestas Festas do Concelho.

"(...) as suas freguesias, sobretudo as mais afastadas da sede do Concelho, estão cada vez mais desertificadas, procuram durante estes dias dar-lhes um ar da antiga normalidade, com a amena cavaqueira dos fins de tarde, os rituais de convivência das pequenas festas familiares, das reuniões no final da Santa Missa."

A vereadora Olinda Barbosa tem sido, como temos podido verificar ao longo destes tempos na imprensa e neste blog, figura de destaque na oposição. Tem sido a única, a par dos meninos da JSD que têm demonstrado sinais de vida. E "El Mestre" João Esteves e outros mais antigos "dinossauros" da "laranja" barquense? Ainda estão com azia da perda das últimas eleições? De facto, Olinda Barbosa tem demonstrado ser uma "mulher de barba rija", e desta vez traz para a cena os outros 2 vereadores da oposição que também têm estado em "hibernação" deste essa derrota: Lino Freitas e António Rodrigues. Se não fosse esta mulher... Não sei não!...

É triste é que toda a classe política tenha habituado os cidadãos "a actos de desespero" quando as eleições se aproximam. Nessa altura é que normalmente esse "bicho" que é o político, tanto esteja no poder ou não, é que sai da toca e mete mãos à obra para conseguir poleiro. Até lá vamos "hibernando" mais um bocadinho... 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 10:22
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Sábado, 23 de Junho de 2007
Afinal não temos praia-fluvial

Afinal não temos praia-fluvial

Afinal, nem sempre o que pareceu uma praia, realmente o foi

Para surpresa de muitos, e para outros que só agora saberão, a Quercus, na sua classificação anual das praias, chegou à conclusão que a maioria das praias da costa portuguesa têm condições para realmente serem chamadas de tal, e que as praias fluviais estão péssimas, na generalidade, havendo só uma nacional que foi classificada como propícia para banhos. Ponte da Barca e Ponte do Lima ficaram incluídas na lista das piores praias fluviais a nível nacional! Nunca se calhar pensou tal coisa, mas é a realidade. Na realidade, uma bonita zona ribeirinha envolvente faz pensar que as águas são também elas de qualidade. É algo muito grave no contexto da saúde pública e do cartaz turístico que representa a vila barquense. Este é o assunto que os senhores políticos da terra devem colocar na gaveta de cima da secretária, para conseguirem aceder melhor e sem o esforço de se baixarem.

Algo confuso é o que a Câmara Municipal diz no seu site:

 

"Rio Lima - oferece condições para a prática balnear"

 

Como justificação, e refutação da classificação da Quercus, apresenta o facto de essa avaliação se basear em valores biológicos e fisico-químicos do ano de 2006, e este ano a água do Lima já estar com estes parâmetros dentro de valores aceitáveis.

Todas as classificações das praias são feitas com base em valores recolhidos em anos anteriores. Resta saber se os políticos da nossa Câmara também frequentam praias sem bandeira azul sem preocupação pensando que se referem a valores não actuais, mesmo que garantam a segurança das análises actualizadas. E já agora, se esses valores se referem mesmo às águas do Lima de 2006, onde estiveram os avisos públicos de que a água era imprópria para os banhos?

E nesta altura perguntar-se-á em quem acreditar! O que lhe parece?

 

 

Também em volta deste caso, tivemos oportunidade de ler no "O Povo da Barca" uma entrevista ao presidente Vassalo Abreu e ao vereador Lino Freitas (neste último caso, um caso raro de manifestação pública do derrotado das últimas eleições). O jornal distingue mal quem diz o quê, o que se torna ainda mais difícil pela perfeita sintonia entre Lino Freitas e Vassalo Abreu. Tratam-se de adversários políticos que concordam com as mesmas ideias, e isso é de louvar: um caso raro nestes tempos, ainda para mais nestas politiquices barquenses. O que aqui está errado, é que num caso esse sim merecedor de contestação e pedidos de explicação à Câmara, não haja sequer discórdia. Já vimos a sô doutora" Olinda Barbosa e El Mestre" João Esteves a fazerem "pés de vento" por muito menos. Estará Lino Freitas mal ensinado por estes supra-sumos da oposição política. Quem é que entende estes políticos?...


sinto-me: rir ou chorar?

talhado por o barqueiro às 21:46
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Domingo, 11 de Março de 2007
Antiga promessa da política torna-se nem sequer presidente de uma associação cultural e Ferreri...

Antiga promessa da política torna-se nem sequer presidente de uma associação cultural, e Jaime Ferreri ausente para a fotografia

O barqueiro em mais uma das suas revisões pela imprensa regional descobriu desta vez uma das antigas promessas politiqueiras da Barca a encabeçar a Assembleia Geral da Associação Cultural e Desportiva "Os Canários" de Bravães, umas das freguesias do concelho. Esta figura é Lino Freitas, candidato vencido às últimas eleições autárquicas, um dos poucos discíplos de "El Mestre" João Esteves que não teve futuro politiqueiro, e que tanto diziam que prometia. Segundo muitos, foi ele o Presidente da Adega Cooperativa de Ponte da Barca que tirou essa instiuição da miséria, se considerarmos que centenas de milhar ou até milhões de euros de dívida ainda existentes na adega não são próprios de instituições ou pessoas individadas (por exemplo para o Belmiro de Azevedo seja talvez como ficar a dever um galão no café da esquina). "Vindo de uma vida feita em Lisboa trabalhando no ramo bancário, eis que chega D.Lino Freitas, o prometido, qual rei renascido do nevoeiro": seria este o provável lema de campanha eleitoral dele, após aprovação por João Esteves. Mas uma previsível vitória para o seu partido, há muito incutidinho no concelho, tornou-se num pesadelo, quando o povo barquense decidiu dar oportunidade a outra cor politiqueira para praticar também as suas barcalhoadas, pois já há muito que o "circo politiqueiro" não tinha outras artistas. Apesar desta derrota, como cabeça de lista do partido derrotado recebe hoje uma ordenado por "nada fazer", ou seja ser vereador.

Como deu a conhecer pelo último debate político entre os candidatos na Rádio Barca, é um homem nascido na freguesia da qual é agora Presidente de Assembleia de uma Associação, e filho de "boas famílias". O barqueiro esclarece melhor para quem nunca contactou com o mundo "aldiol" e "foleirol": "boas famílias" é uma expressão que pretende adjectivar aquelas famílias que em plena ditadura política pensavam que nasciam diferentes do comum humano, nascidas para serem servidas sem recompensar, segregar e até denunciar quem não os considera-se sequer os "maiores da sua aldeia". A sua expressão exacta foi "origens", quando disse que esperava que os eleitores olhassem para as suas origens: foram estas as doutrinas do seu AVÉ SR. DR. POLÍTICO. Mas como tudo isto é já passado, o barqueiro divulga aqui fotos da imprensa local, que podem ser comentadas como "rebaixadoras" para uma promessa perdida no tempo, ou de "gloriosas" na perspectiva típica de discurso político de se querer manter próximo das populações. Julgue você mesmo.

Sobre Jaime Ferreri estranhou-se por não "olhar o passarinho", sendo que sobre da sua vida como escritor e como "filho de boas famílias" já tudo foi falado na primeira edição neste blog de "Homens de Armas e Mulheres de Barba Rija".

Mas como a questão central são as fotos, verifique 3 pontos fulcrais da análise que lhes pode ser feita:

1. Aparece em 2 das 3 fotos da tomada de posse da direcção da Associação "Os Canários", em posições centrais, como um "filho de boas famílias" deve aparecer.

2. Como se trata de uma figura fotogénica, obriga a que a figura que deveria ser mais relevante, o Presidente da tal associação, entre no seu mandato de lado, e não de pé direito e erecto, como se diz que se deve entrar numa qualquer missão.

3. Jaime Ferreri, a figura mais enaltecida da associação, segundo a imprensa local, não aparece visível em qualquer foto, o que é estranho devido ao facto de para além de ser escritor, ser também "filho de boas famílias" da freguesia referida. (Pede-se a quem o conseguir encontrar nas fotos que o comunique deixando o seu comentário no link "dizer ainda menos e botar farpas").

 

Espremido os sumo sobre a questão das personalidades barcalhoenses focadas neste artigo, falta dizer que as entidades da Câmara Municipal estiveram também presentes, para além dos outros membros da Associação Cultural e Desportiva, que se sentaram ou ao lado dele (terão também o privilégio de ser de "boas famílias"?) ou nas restantes cadeiras disponíveis.

NOTA: Falta dizer que o nome do Presidente da Associação Cultural e Desportiva "Os Canários" é José António Silva Abreupois o barqueiro sente também compaixão por quem é esquecido e passado por cima pelo menos nas sessões fotográficas.

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 01:52
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

barqueiro
pesquisar
 
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


barcalhoadas recentes

Assim terminou o ano em P...

Cheirinho a autárquicas?

Olinda puxa pelos seus ra...

Afinal não temos praia-fl...

Antiga promessa da políti...

todas as barcalhoadas já assistidas

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

Visitas
Vídeo do mês: Política para Totós
subscrever feeds