Domingo, 21 de Março de 2010
Maravilhas naturais, turismo... em Ponte da Barca?

Maravilhas naturais, turismo... em Ponte da Barca?

 

Uma excelente notícia, que só vem confirmar aquilo que por este blog e por outros mais barquenses tem sido pensado e dito: As Maravilhas Naturais do nosso concelho apresentadas revelam que os potenciais cultural e turístico em Ponte da Barca não faltam. O que até hoje tem acontecido é que não se sabe explorá-lo. O potencial existe. Uma aposta séria, focalizada, racional e organizada no turismo é que não existe.

Basta analisar e ver os 5 candidatos de Ponte da Barca às "7 Maravilhas Naturais de Portugal": Mata do Cabril (Serra Amarela), Azevinhais da Serra Amarela, a própria Serra Amarela, o Castelo do Livramento e Vale do Rio Froufe. Destes apenas os Azevinhais da Serra Amarela foram apurados para a penúltima fase do concurso, com 77 pré-finalistas. Actualmente o concurso encontra-se na última fase, com 21 finalistas, em que estão abertas as votações para que cada um possa escolher as suas 7 Maravilhas Naturais preferidas de Portugal. Apesar de Ponte da Barca não ter nesta fase de 21 finalistas nenhum representante específico, foi já uma grande prova do potencial dos nossos locais de interesse ter os Azevinhais na fase de pré-finalista, e como único representante pré-finalista da sua categoria no distrito. Foi devido a isso que vimos durante algumas semanas os painéis publicitários às entradas de Ponte da Barca divulgando os tais Azevinhais da Serra Amarela.

 

 

Nesta fase do concurso, que termina a Setembro deste ano, o concelho já não possui nenhum local específico do concelho em votação, possuindo apenas o PN Peneda-Gerês, que inclui no seu território vários concelhos, incluindo o nosso.

Resta fazer uma reflexão de como as autoridades do concelho, nomeadamente a Câmara Municipal, estão a explorar o potencial que mais uma vez foi demonstrado com estes locais de interesse que possuímos. Nesta altura, os painéis publicitários já estão em fase de extinção, e tudo está a cair em esquecimento. Afinal, foi apenas durante algumas semanas que uma boa parte, se não a maioria, ficou a conhecer que temos estas 5 Maravilhas, visto que por exemplo, o pré-finalista "Azevinhais da Serra Amarela", é um local magnífico, do ponto de vista de raridade e conservação natural, mas que passa ao lado das gentes do concelho, isto para não falar fora das suas fronteiras. A estas "Maravilhas Naturais" do concelho juntam-se as "Maravilhas Patrimoniais" e o facto de termos parte do Parque Nacional Peneda-Gerês no território concelhio. Juntando tudo isto temos tudo o que é preciso para fazer de Ponte da Barca uma zona do país predominantemente turística. Temos produto. Falta só saber como apresentar e servir a "ementa turística" que o nome Ponte da Barca pode ser. Mas falta só esse enorme SÓ...


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 01:19
link do post | botar farpas (=comentar) | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 8 de Agosto de 2009
A Fórmula Cultura+Turismo

A Fórmula Cultura+Turismo

 

Se há alguma área em que Ponte da Barca poderia basear o seu progresso essa seria a do Turismo. A velha questão das zonas industriais parece estar definitivamente de parte, por um lado devido à já existência de tais actividades económicas nos concelhos vizinhos, que de certa forma "seca" qualquer potencial que Ponte da Barca poderia ter, e por outro lado porque a indústria é uma actividade económica que na realidade não experimenta força ou desenvolvimento suficiente quando instalada nestas zonas do Alto Minho, talvez devido à geografia, talvez devido à ausência de historial destas zonas como zonas de indústria forte, talvez devido a muitos outros factores que de facto não potenciam a indústria como actividade forte e enraizada nestas zonas. Aposte-se no turismo! O concelho possui tudo o que o que o faz o turista mover-se. O problema é a falta de estratégia, de ideias, quem sabe, das sucessivas gestões autárquicas que têm passado. É que para o turista e o ponto de interesse se encontrarem é necessário proporcionar-se meios desse caminho se fazer cumprir. Alguns desses meios são os eventos culturais, os museus e a história, a hotelaria e as actividades de turismo de Natureza.

Algo, de facto, tem sido feito. Exemplo são as Portas do Parque Nacional Peneda Gerês, o Roteiro da Hidroelectricidade, com centro em Paradamonte, e o Festival de Música Celta. Descoberta da Natureza, museu e roteiros para o conhecimento da História e realização de eventos culturais foram as formas utilizadas para trazer o turista ao seu local de interesse nos projectos/ eventos acima referidos. Apresente-se isto e muito mais, mas sob a forma de um Plano que seja de facto estratégico, que constitua de facto um projecto para o Turismo concelhio, e como actividade central, e poder-se-á iniciar uma boa parte desse progresso tão desejado. O que tem sido feito é na realidade muito pouquinho, mas esse pouquinho tem demonstrado, pelo menos aos mais atentos, que a fórmula do sucesso talvez não seja assim tão difícil de encontrar.

 

 

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 01:14
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Domingo, 21 de Junho de 2009
Política passeando pelas terras barquenses

Políticos passeando pelas terras barquenses

 

Foi com grande, dir-se-ia, alegria, que o barqueiro viu a "JSD visitando Lindoso" e o executivo da câmara visitando o "novo posto de transformação da rede eléctrica de Asias" nas habituais notícias locais que seguem aquilo que aconteceu nas freguesias.

À JSD o barqueiro dirige o seu apreço por se deslocarem com alguma regularidade às freguesias, mostrando que estão "vivos". Recebidos pelos populares e pelo ex-presidente de junta, fizeram a divulgação e debate dos acto eleitoral europeu (se é que fizeram, pois o barqueiro suspeita que não há nenhuma parte dos políticos e nenhuma parte do país que tenha discutido a Europa... quando estávamos à porta de eleições Europeias!). Destaque ainda para os temas "Portas do PNPG" e para a "Pousada da EDP", que tanto têm dado que falar. Falaram do potencial, que tantas vezes tem sido referido por algumas pessoas mais conscientes, do turismo, da ecologia e do património histórico, que tão bem caracteriza Lindoso. E foi assim que mais uma vez os "betos" laranjas deram exemplo de vitalidade à recém criada JS, de José Amaral, que mais não tem feito que fazer um silêncio "ensurdecedor", quem sabe ao estilo de uma líder de um partido opositor (e como a política pode ser hilariante...).

 

 

 

E por falar em "passear", talvez tenha sido isso mesmo que o executivo da Câmara, com Vassalo Abreu e José Pontes, presidente e vice-presidente, fizeram ao ir a Asias e aparecer mais uma vez fotogénicos na inauguração, se é que se pode chamar, de um... posto de transformação das redes de baixa e média tensão da EDP naquela freguesia. E como a política pode de facto ser hilariante!

 

 

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 02:07
link do post | botar farpas (=comentar) | ver comentários (4) | favorito

Domingo, 16 de Novembro de 2008
Políticos vão às aulas... mas não estudam!

Políticos barquenses vão às aulas... mas não estudam!

 

Ir às aulas, até vão, já que segundo a imprensa "não havia cadeiras vazias". Mas quando é o momento de aplicar os conhecimentos, aí o "tombo" é brutal! Como é?! Não se estuda! Ou onde é que estão com a cabeça quando estão nas aulas?

 

 

 

A última "aula" que tiveram, neste ciclo de "aulas" designadas oficialmente por "Quintas na Barca", foi sobre "PDM e o Ordenamento do Território". E pronto... se o barqueiro se ficasse só por esta frase já certamente se aperceberiam porque é que "vão às aulas" mas "chumbam" nos derradeiros "testes".

Coisas bonitas forma ditas nesta espécie de seminário sobre o ordenamento do território. Não menos bonitas e conhecidas foram algumas das caras que intervieram nesta sessão após as explicações dadas por Engenheiros e Arquitectos convidados para a dar. Falou-se de terrenos urbanizáveis, de reservas agrícolas, zonas industriais ou empresariais e até no Parque Natural. Mais "gozo" dá ainda ouvir nomes a se pronunciarem sobre o assunto como João Esteves, José Manuel Amorim, Vassalo Abreu e Cabral de Oliveira, entre outros. Todos estes dados estão lançados... e daria "pano para mangas". Contudo o barqueiro não gostaria de se pronunciar muito acerca de Ordenamento de Território, até porque depois dos discursos proferidos pelas personalidades presentes o barqueiro até se sente ignorante. Além disso não se atreve sequer a por anos de experiência em causa na área da construção e urbanismo de figuras como Cabral de Oliveira e João Esteves... certamente que não é uma noite inteira de "Quintas na Barca" que se relatariam todas as suas experiências nessa área. Vassalo Abreu, esse ainda há pouco começou a acumular esse tipo de experiência, mas também qual não é o político que num mandato adquire os conhecimentos base destas áreas. E José Manuel Amorim, que fazia esse senhor a discursar nesta noite? Ninguém sabe muito bem, mas que sabe do assunto, lá isso pareceu que sim...

E o pior de tudo isto. O pior é quando se chega aos "exames". É quando se tem que por os conhecimentos de PDM e Ordenamento do Território em prática que surgem as calinadas das maiores. Têm sido anos e anos de calinadas , apesar de ninguém falhar estas "aulas". Veja-se a última grande calinada dada pelos políticos da terra: ao por os conhecimentos de urbanismo em prática raciocinaram mal, talvez erro de cálculos, e em vez de sair um edifício de um novo lar como mandam as regras dadas nestas "aulas", saiu afinal um "poio", e dos grandes!

 

 

 

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 02:08
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Domingo, 27 de Abril de 2008
Lindoso: um potencial ponto turístico

Lindoso: um potencial ponto turístico


Que a freguesia de Lindoso era uma das mais belas de Portugal, muitos já sabiam: Natureza, com as belezas do PNPG, as tradições, como o “Pai Velho”, a história, desde há milénios até ao Castelo Medieval, e o progresso, com a maior central hidroeléctrica do país. Tudo isto num pequeno recanto do Alto-Minho junto à fronteira com Espanha. Define-se assim um caso único no país, e um dos grandes locais de potencial turístico não totalmente explorado.

Prova de tudo isso é o interesse de várias Universidades no estudo de todas estas características únicas. Num dos recentes jornais vem “O ciclo ritual e festivo de Lindoso e seu potencial para um turismo criativo a ser estudado por investigadores no estrangeiro”. Alguns dos exemplos são investigações do Mestrado de Turismo Cultural de Barcelona, um doutoramento da Universidade Autónoma de Madrid e a Universidade de West-of.England no Reino Unido.

Por tudo isto que as autoridades e instituições políticas passem de falar do “potencial” para a execução. Melhor hotelaria, desporto de aventura e roteiros, trilhos e passeios guiados e estruturados, são algumas ideias.

 


 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 19:28
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Segunda-feira, 11 de Junho de 2007
Escândalo PNPG

Escândalo P. N. Peneda - Gerês

Ao que parece Vassalo Abreu não comia à mesa com o homem certo

O recente artigo escrito por Boaventura Rodrigues Silva no Notícias da Barca vem dar a conhecer um escândalo à boa maneira de Avelino Ferreira Torres em Ponte da Barca e zona do PNPG circundante. O jornal diário nacional 24 horas publicou a 11 de Maio uma notícia que denunciava alegadas irregularidades na actividade de Henrique M. Pereira enquanto director do parque nacional. À boa maneira portuguesa, este senhor é investigado pelo Ministério Público por dirigir funcionários do parque para execução de tarefas privadas, como é o caso de tomar conta dos seus filhos. Inclusive, a sua mulher, não sendo funcionária do parque, "usa o computador, impressora, e papel (e não é pouco) enquanto que um outro funcionário tem às vezes, esperar tempos infinitos, por tinteiro ou resma de papel para poder usar a impressora."

Até aqui as surpresas são poucas. Apenas a novidade de ser o director do PNPG de também ter este tipo de acções. O melhor (ou pior) é que, segundo Boaventura Rodrigues Silva, e o jornal nacional citado,

"(...) o acusam de pôr uma funcionária do parque a tomar-lhe conta dos filhos, em casa, enquanto ia almoçar com a mulher a Ponte da Barca com o Presidente da Câmara Municipal da Barca!"

Parecia que a rubrica deste blog, o "comer, comer até me lambusar", tinha sido extinto após as grandes comesainas mais no início deste ano. Mas é puro engano! Parece que os membros da Câmara gostam muito de apreciar a gastronomia nos nossos belos restaurantes. Têm é andado mais resguardados das objectivas. Pode ser que agora no S. João as sardinhas tragam mais alegria aos jornais. Entretanto, parece que a coisa mais acertada nos últimos tempos foi ter apoiado, através da Câmara Municipal, o Concurso de Leitura dos alunos do ensino básico e secundário, cujos prémios foram distribuídos no âmbito da Feira do Livro.

Pode ser que a leitura ensine mais e melhor os nossos futuros cidadãos e também possíveis futuros políticos da Barca.     


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 02:08
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

barqueiro
pesquisar
 
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


barcalhoadas recentes

Maravilhas naturais, turi...

A Fórmula Cultura+Turismo

Política passeando pelas ...

Políticos vão às aulas......

Lindoso: um potencial pon...

Escândalo PNPG

Redistribuição florestal ...

todas as barcalhoadas já assistidas

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

Visitas
Vídeo do mês: Política para Totós
subscrever feeds