Sábado, 17 de Março de 2007
Rádio Barca: são mesmo 20 anos?

Rádio Barca: são mesmo 20 anos?

O barqueiro reparou numa pequena notícia da última página do último Notícias da Barca, que a muitos pode ter passado despercebida: os 20 anos da Rádio Barca. Em 20 anos de história de célebres tesourinhos da rádio como os "Discos Pedidos" ou "Matinal FM", a Rádio Barca lá conseguiu sobreviver até hoje, para comemorar o 20º aniversário, a julgar pelas fotografias muito entristecedoras. Foi uma celebração que contrasta com aquelas cerimónias típicas da Barca, do "comer, comer, até me lambusar". Como não teve dinheiro de contribuintes como têm essas grandes festanças públicas, houve apenas um pouco de champagne e bolo. Vejam a seguinte fotografia e concluam por vocês mesmos (de notar que a notícia escrita não conseguiu sequer dizer tanto como as fotos):

Um cenário de triste festa, com um bolo para 4 pessoas (extensíveis até 8 fatias tipo "quequezinho"), numa saleta sem ornamentação, uma pequena mesa sem cadeiras para todos, copos de plástico, 2 garrafas de champagne e nenhuma figura publicamente "importante" presente (vejam na foto). É assim evidente o contraste com as comesainas à moda da Barca. Esperemos que a rádio da nossa terra continue no ar por muitos mais anos. Mas não está nada fácil, pelo menos pelo ambiente patente!

Já agora a Rádio Barca já tem site na net: http://www.radiobarca.pt.


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 03:10
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Nossa Senhora lhes dê a mão, e juízo também! - Benção da Carrinha

Nossa Senhora lhes dê a mão, e juízo também!

Carrinha de Vila Nova de Muía benzida

O barqueiro descobriu mais uma notícia hilariante! Realizou-se no dia 4 de Março (corrijam se estiver errado) uma cerimónia com o digno e importantíssimo objectivo de benzer uma carrinha oferecida pela Câmara Municipal à freguesia de Vila Nova de Muía. A benção esteve a cargo do pároco José Miranda da Costa, representante de Deus em Vila Nova de Muía, que "baptizou" com águas sagradas os para-brisas da representante do meio de transporte também de Deus na mesma freguesia. Fantástico! Tal milagre da religiosidade rural contou com o testemunho de cerca de 200 pessoas residentes na freguesia. Com todas estas atenções especiais, o condutor que conduzirá este veículo deverá também ele ser guiado pelas mãos de Deus. Houve pelo menos um promenor que não pode faltar a tal veículo da Evangelização: o típico "tercinho" no retrovisor e os naprons a enfeitar tudo o que são painéis e tabliers. Como este tipo de veículos não tem tais extras na lista de equipamento opcional disponível de origem, deve ter já sido entretanto equipada com tais elementos sinalizadores e protectores.

Um outro aspecto impressionante reside no excerto do Notícias da Barca, segundo palavras do presidente de junta da tal freguesia, (auto-entitulado Dr.) Abílio Costa:

"saudável relacionamento intitucional (entre junta e Câmara Municipal) pondo de parte os interesses políticos e colocando a população barquense, e em particular Vila Nova de Muía, acima de todos e quaisquer interesses"

Numa terra onde todos andam pintados dia e noite da sua "corzinha", e onde por vezes há autênticas teses de doutoramento em "golpes baixos", é fantástico o que momentos de fé e devoção conseguem fazer às pessoas, ainda de que diferentes facções, pondo-se de parte "interesses políticos": especialmente quando há fotogarfias e ofertas à mistura! 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 02:27
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Porque também há elogios: PNPG e Museu de Paradamonte

Porque também há elogios: sede do PNPG e Museu em Paradamonte

 É mesmo verdade! O barqueiro está num dos seus dias "sim" e quer elogiar as recentes medidas, ou pelo menos intenções, da Câmara Municipal em tornar a Central Hidroeléctrica de Paradamonte num Museu dedicado à electricidade e ao ambiente e em querer que a sede do Parque Nacional Peneda-Gerês seja no concelho barquense. São medidas que a acontecerem merecem os elogios de todos. Por um lado um autêntico testemunho no tempo da história da produção da energia eléctrica em Portugal ganha nova vida, e dá a conhecer aos barquenses e aos turistas a história das centrais hidroeléctricas no nosso país, história da qual faz parte este testemunho patrimonial da nossa terra. Há já muito que haveria ter sida pensado e executado tal projecto.

Relativamente á sede do PNPG, é legítimo também que Ponte da Barca seja o município eleito, promovendo-se não só o Parque e todo o seu património natural e histórico, como também Ponte da Barca. Uma das razões fortes para esta proposta ser concretizada é na opinião do barqueiro o  facto do nosso concelho ocupar uma posição central a nível geográfico na extensão do PNPG.

Continuemos com medidas bem estruturadas como estas, pois só assim se conseguem resultados positivos para o concelho e bons elogios como este, que são raros. Esperemos que o barqueiro não se venha a arrepender de tais elogios, pois são raros. Avancem estes projectos!


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 01:50
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Roubos em Ponte da Barca City

Roubos em Ponte da Barca City

Segundo fontes de informação locais, "larápios levaram saco cheio de ouro da Ourivesaria Dias". O barquiero quer destacar que esta notícia surge na sequência de outros roubos, que se vão tornando cada vez mais frequentes nestas terras. Este último assalto, a uma ourivesaria, foi feito em plena hora de almoço. Os assaltantes actuaram com a cara destapada, e com um carro com matrícula falsa. Felizmente para estes assaltantes a gravação de imagens por videovigilância ainda cá parece não ter chegado.

A julgar pelas fotos dos jornais locais, muita gente esteve disponível para o típico rescaldo "à portuguesa", que normalmente se faz a seguir a um desastre, como nos "típicos" acidentes de viação. Com tal afluência de público, o barqueiro nem quer imaginar se o assalto tivesse ocorrido num Domingo ao fim da missa, ou no fim de um dia de trabalho. Provavelmente o estabelecimento afectado ficaria totalmente tapado pela multidão que estaria presente.

Não foi o primeiro nem provavelmente será o último assalto em Ponte da Barca. Convém referir que os casos de burla especialmente a idosos têm aumentado. Muitos são aqueles que se têm aproveitado de barquenses envelhecidos, atrasados e isolados nesta terrinha à beira Lima. Bastará ver a quantidade de pessoas que ainda invadem a vila em Quarta-feira de feira quinzenal, como se viessem todas essas quartas pela primeira vez à vilinha. Segundo o "Povo da Barca", têm sido esses os momentos certos para burlar estas pessoas que tanto apreciam o ambiente feirante, mesmo que muitas vezes tenham pouco dinheiro para gastar ou pouco para comprar.

Há contudo pontos de vista positivos que podem ser retirados daqui: quanto mais urbanizado for um meio mais criminalidade em princípio haverá para combater. Este concelho está assim a tornar-se Ponte da Barca City por uma ordem não convencional de acontecimentos. O crime está a surgir primeiro em relação ao crescimento económico e urbano da vila. Continuámos sem uma grande superfície comercial, que devido a lobbies (empresários com "panelas" de poder montadas) instalam-se no concelho vizinho de Arcos de Valdevez, com a desculpa de poder afectar o "promissor" Comércio Tradicional barquense, não existe uma zona industrial há muito ambicionada nos "esbeltos discursos" barcalhoenses, temos uma espécie de circular externa para o trânsito que a julgar pelas condições do piso poderá tornar-se uma pista todo-o-terreno ou um caminho florestal, já há um parque subterrâneo (para as moscas se protegerem do calor no Verão e os sapos hibernarem) e piscinas municipais (= "carroça à frente dos bois") e ainda se está à espera de uma zona desportiva e de ser inventado o "alcatrão" para pavimentar as estradas. Em conclusão, uma pequena parte já está construída e uma nova está aí a surgir em força: o crime. Faltam agora as outras partes referidas e ainda outras não lembradas para se construir uma verdadeira urbe. O quê?! Falta coragem e dinheiro para se fazer o resto? Já estámos habituados às dívidas crescentes e falta de verbas, e à falta de força para se quebrarem velhas e profundas raízes.


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 00:35
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Domingo, 11 de Março de 2007
Antiga promessa da política torna-se nem sequer presidente de uma associação cultural e Ferreri...

Antiga promessa da política torna-se nem sequer presidente de uma associação cultural, e Jaime Ferreri ausente para a fotografia

O barqueiro em mais uma das suas revisões pela imprensa regional descobriu desta vez uma das antigas promessas politiqueiras da Barca a encabeçar a Assembleia Geral da Associação Cultural e Desportiva "Os Canários" de Bravães, umas das freguesias do concelho. Esta figura é Lino Freitas, candidato vencido às últimas eleições autárquicas, um dos poucos discíplos de "El Mestre" João Esteves que não teve futuro politiqueiro, e que tanto diziam que prometia. Segundo muitos, foi ele o Presidente da Adega Cooperativa de Ponte da Barca que tirou essa instiuição da miséria, se considerarmos que centenas de milhar ou até milhões de euros de dívida ainda existentes na adega não são próprios de instituições ou pessoas individadas (por exemplo para o Belmiro de Azevedo seja talvez como ficar a dever um galão no café da esquina). "Vindo de uma vida feita em Lisboa trabalhando no ramo bancário, eis que chega D.Lino Freitas, o prometido, qual rei renascido do nevoeiro": seria este o provável lema de campanha eleitoral dele, após aprovação por João Esteves. Mas uma previsível vitória para o seu partido, há muito incutidinho no concelho, tornou-se num pesadelo, quando o povo barquense decidiu dar oportunidade a outra cor politiqueira para praticar também as suas barcalhoadas, pois já há muito que o "circo politiqueiro" não tinha outras artistas. Apesar desta derrota, como cabeça de lista do partido derrotado recebe hoje uma ordenado por "nada fazer", ou seja ser vereador.

Como deu a conhecer pelo último debate político entre os candidatos na Rádio Barca, é um homem nascido na freguesia da qual é agora Presidente de Assembleia de uma Associação, e filho de "boas famílias". O barqueiro esclarece melhor para quem nunca contactou com o mundo "aldiol" e "foleirol": "boas famílias" é uma expressão que pretende adjectivar aquelas famílias que em plena ditadura política pensavam que nasciam diferentes do comum humano, nascidas para serem servidas sem recompensar, segregar e até denunciar quem não os considera-se sequer os "maiores da sua aldeia". A sua expressão exacta foi "origens", quando disse que esperava que os eleitores olhassem para as suas origens: foram estas as doutrinas do seu AVÉ SR. DR. POLÍTICO. Mas como tudo isto é já passado, o barqueiro divulga aqui fotos da imprensa local, que podem ser comentadas como "rebaixadoras" para uma promessa perdida no tempo, ou de "gloriosas" na perspectiva típica de discurso político de se querer manter próximo das populações. Julgue você mesmo.

Sobre Jaime Ferreri estranhou-se por não "olhar o passarinho", sendo que sobre da sua vida como escritor e como "filho de boas famílias" já tudo foi falado na primeira edição neste blog de "Homens de Armas e Mulheres de Barba Rija".

Mas como a questão central são as fotos, verifique 3 pontos fulcrais da análise que lhes pode ser feita:

1. Aparece em 2 das 3 fotos da tomada de posse da direcção da Associação "Os Canários", em posições centrais, como um "filho de boas famílias" deve aparecer.

2. Como se trata de uma figura fotogénica, obriga a que a figura que deveria ser mais relevante, o Presidente da tal associação, entre no seu mandato de lado, e não de pé direito e erecto, como se diz que se deve entrar numa qualquer missão.

3. Jaime Ferreri, a figura mais enaltecida da associação, segundo a imprensa local, não aparece visível em qualquer foto, o que é estranho devido ao facto de para além de ser escritor, ser também "filho de boas famílias" da freguesia referida. (Pede-se a quem o conseguir encontrar nas fotos que o comunique deixando o seu comentário no link "dizer ainda menos e botar farpas").

 

Espremido os sumo sobre a questão das personalidades barcalhoenses focadas neste artigo, falta dizer que as entidades da Câmara Municipal estiveram também presentes, para além dos outros membros da Associação Cultural e Desportiva, que se sentaram ou ao lado dele (terão também o privilégio de ser de "boas famílias"?) ou nas restantes cadeiras disponíveis.

NOTA: Falta dizer que o nome do Presidente da Associação Cultural e Desportiva "Os Canários" é José António Silva Abreupois o barqueiro sente também compaixão por quem é esquecido e passado por cima pelo menos nas sessões fotográficas.

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 01:52
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Ponte da Barca "diz amén" com os vizinhos da outra margem do Lima

Ponte da Barca "diz amén" com os vizinhos da outra margem do Lima

Como já tinha sido referido pelo barqueiro na semana passada, em Ponte da Barca passou pela cabeça daqueles que vivem a sua cor política 24 horas por dia manifestarem-se com o pretexto da tão falada mas pouco conhecida Carta Educativa. Como o barqueiro previu e mais uma vez acertou esta crise psíquica foi apenas temporária, e não tardou que se volta-se para a nova moda nacional: URGÊNCIAS. No entanto é necessário referir que o barqueiro não acreditou numa manifestação da população barquense devido às diferenças nas "tonalidades" entre Ponte da Barca e outras Câmaras Municipais que se manifestaram contra o Governo. Ao contrário do que estará pensando não foi desta vez que o barqueiro errou. Ponte da Barca recorreu ao velho truque da velhaquice, ou diz amén, de que as pessoas destas terras tanto fazem uso e tanto aperfeiçoam de dia para dia. Quem não conhece alguém, seja outra pessoa, seja ela própria, que não tem que recorrer ao diz amén no final de uma conversa com o vizinho ou com alguém conhecido ou mesmo próximo? Pois esta característica nativa preservada ao longo de séculos, e disseminada a todos no tempo em que vivia Oliveira Salazar, chegou ao rubro nestes últimos tempos com a manifestação contra o encerramento do período nocturno das Urgências de Arcos de Valdevez.

Diz o arcuense:

Ó barquense, tu não "bais" fazer um "pé de bento" contra o fecho das Urgências que o "Goberno" anda para aí a fazer? Não me digas que gostas do (piiii)... do Sócrates!

Diz o barquense:

Ai as Urgências "bão" fechar? Aqui na Barca ainda bem que não "bai" acontecer nada. "Debe" ser porque o nosso Presidente é amigo do Sócrates. Ele tem muitos amigos lá em Lisboa que ele diz que dão um jeitinho aqui para a terra, sabia? Mas não sabia disso aí na "bossa" terra.

Diz o arcuense:

O ministro da saúde tem é que sair de lá! São todos iguais, quando se apanham lá no poleiro "pumba!", todos a malhar no desgarçado! Olhe que eu não "botei" nesses do PS!

Diz o barquense:

Olhe que eu também não! (AMÉN). Eu nem sei como é que o "El Mestre" João "Estebes" perdeu, coitado do "home"! (AMÉN). Mas aqui como deste lado do rio a Câmara é de outra cor acho que não vai "haber" nada. Mas como "bocês" são boa gente "bamos" com "bocês"! (AMÉN). Olhe que isto! (AMÉN). Deus dê juízo ao "Goberno"! (AMÉN).

Como bom povo velhaco que por estas terras do Lima as pessoas são, diz-se amén com todos, apesar de não se querer de maneira nenhuma dar a cara: "ficamos aqui muito bem acomodadinhos na sombra dos outros", ainda apara mais quando o assunto só afecta os outros. E neste caso porque é que só toca aos arcuenses? A cor do Governo e da Câmara da Barca não terá nada em comum? Eis o resultado de mais uma palhaçada à boa moda barcalhoense:

Apesar de desta vez não tocar à Barca o fecho das Urgências, o povo barquense e os políticos barquenses que o governa já nos revelou que se diz amén mas não se dá a cara. Quem não se lembra do IC28 ser inaugurado, e quando se dizia que essa estrada ligava Ponte do Lima a Arcos de Valdevez, o pobre Presidente Armindo, tal como a atitude de todos os restantes, dizia que ligava na realidade a Ponte da Barca? E quem não se lembra de ser noticiado que ao longo da A3/ IC28 seria sinalizado o Mosteiro de Bravães, o Castelo do Lindoso, e outros interesses turísticos? Resultado: só foram conversas típicas do "fim da missinha de Domingo", em que muito se fala, mas depois no devido local e momento não se dá a cara e se diz amén. Hoje a Barca brinda os visitantes com pobres acessos esburacados sem sinalização de tais monumentos e da tão falsamente desejada IC28. Quem quiser que pegue num mapa, ou então que vá até aos Arcos para ver acessos e sinalização minimamente em condições.

Apesar de sabermos que o povinho arcuense pouco mais adianta que o barquense, uma coisa se pode concluir: Ao contrário da Barca, os Arcos ainda vão dando a cara por alguns interesses seus, ainda que a "corzinha" esteja sempre presente.


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 00:03
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

barqueiro
pesquisar
 
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


barcalhoadas recentes

Saga "Palhaçadas" continu...

Maravilhas naturais, turi...

Palhaçadas de Carnaval

Menino Jesus vs Pai Natal

Reunião(ões) da(s) Jarra(...

O "Vosso" executivo e o 3...

Um executivo empregador

Gripe Ai!, não faça o "ra...

Fugir de homossexuais: el...

"Pai" Barqueiro e os pres...

Terminou o forrobodó! Mai...

Dossier Autárquicas 2009 ...

Dossier Autárquicas 2009 ...

Novela de Verão: "Meu S.B...

Dossier Autárquicas 2009

Vassalo "Summer Sessions"

O destaque de sempre: Lim...

A "Nata" Barquense

A Fórmula Cultura+Turismo

A "Colmeia" das "Abelhinh...

Barquenses votaram Europa...

Certame político-religios...

"Novo Rumo" com "velhos" ...

Política passeando pelas ...

Bitaitadas frescas

Mais um ano com os livros

De Ponte da Barca a Lisbo...

Pontes da decadência

Diácono de Lindoso ajoelh...

Viva a liberdade, e o iní...

todas as barcalhoadas já assistidas

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

subscrever feeds