Sábado, 19 de Maio de 2007
Colossos femininos: Rosa Arezes e Olinda Barbosa

Colossos femininos: Rosa Arezes e Olinda Barbosa

Elas são as mulheres do momento. Rosa Arezes depois da sua fúria contra a Carta Educativa e de suas lições de ética na anterior edição (em http://nadasobreabarca.blogs.sapo.pt/11116.html), desta vez mereceu o contra-ataque de José Rio Fernandes (em "Hoje escrevo eu" no Notícias da Barca), um dos elementos do executivo que actualmente está "no poleiro". Será que José Fernandes foi suficiente para travar este colosso da política barquense? Veremos. Na opinião do barqueiro, este senhor não sabe com quem se está a meter. Depois das lutas pessoais em defesa da "cor" em pleno jornal entre Rosa Arezes e Sílvia Torres, este é mais um dos elementos, que ainda que com nenhuma intenção de se integrar nestes "sangrentos" duelos, arriscou-se a entrar para nunca mais sair. Rosa Arezes não ficará de braços cruzados! Atenção às próximas edições! José Rio Fernandes ainda escreve uma discreta nota no início do seu artigo: "(Direito de Resposta)". Acredite: os parênteses estão a mais, e as dimensões das letras são minúsculas! De nada lhe vale . Caiu num beco sem saída!

 Depois de umas semanas, talvez com um tratamento intensivo de Red Bull ", Olinda Barbosa é mais um dos colossos da politiquisse barquense que vem à baila. Desta vez, na mesma edição do artigo de José Rio Fernandes, com um artigo intitulado "Como vamos de Educação, Senhor Presidente!". Depois da saga "Como vamos de saúde, Senhor Presidente?" (em http://nadasobreabarca.blogs.sapo.pt/7101.html), surge esta nova série, com uma nova variante que introduz ainda mais suspense . Reparem que ela desta vez não questiona gentilmente o Presidente de Câmara acerca da sua saúde. Fala desta vez sim da educação do presidente. Mas não o questiona. Termina o título com "...Senhor Presidente!". Estranho. Quando parece que o vai questionar, salta para cima dele com uma exclamação. Resta agora saber se é uma exclamação de alegria e entusiasmo (como quem diz "Ai que tão educado que você é, Senhor Presidente!") ou de fúria e de represália (como quem diz "com que boa educação que o senhor me saiu!"). E porquê toda esta questão em torno do bom ou mau comportamento do Presidente? Ora lá está: a tão coçada e rota Carta Educativa!

 

Mas perante tal pesadelo, eis que surgem duas heroínas prontas para acabar com o tormento da Carta Educativa!

 

 

                               


sinto-me: belo filme!

talhado por o barqueiro às 01:52
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Sábado, 12 de Maio de 2007
Parquímetros em plena Barca!... o drama, a tragédia, o horror...

Parquímetros em plena Barca!... o drama, a tragédia, o horror...

O que é isto?!

De repente o comportamento dos barquenses na vila mudou completamente...

Será chuva...

Será gente...

Nada disto é com certeza (que estupidezes)!!!

Não!!!! São seres de outro planeta! São ET's!!!

Fujaaaaaaaaaaaaaaaaam!

 

                                 

 

Como o panorama da vida da nossa Ponte da Barca nem sempre é descrito e contado devidamente pela imprensa local, o barqueiro veu-se na obrigação de falar, fazendo o papel que os jornais deveriam fazer, de uma recente invasão de extraterrestres que tem andado a apavorar todos os barquenses que vão à vila. Eles vieram destabilizar as vidas de milhares e milhares de barquenses (se existirem tantos). Lá estão eles na rua, afugentando as pessoas que buscam os comércios tradicionais, as tascas, as pastelarias, os correios, a segurança social, etc....

 

Testemunho 1: No primeiro dia em que eles (os ET's = parquímetros) nos invadiram, na segunda, pelo que me disseram, eu estacionei o meu carrinho para ir até ao tasco. Caguei para eles e até me ri na cara daqueles parquímetros de merda. Mas depois, quando cheguei ao carro para ir a casa cear, estava lá uma multa no vidro que os moinas me passaram. Cá para nós, e até já falei disso no café, eles já andam feitos com a bófia... já não há remédio! Eles já dominam as nossas autoridades!

 

Testemunho2: Parece que foi a Câmara que deu "orde" para eles virem para cá. Já não chegavam os marroquinos, os pretos, os ucranianos e os chineses, agora também vêm para cá os parquímetros. E estes são muito piores, pois estão espalhados pela vila de lá de cima até cá baixo. Por causa deles temos que deixar o carrinho lá para baixo para o campo da feira, à beira das piscinas, o campo do Côrro ou à frente do tribunal. Isto não é nada! O Presidente da Câmara anda tolo!

 

Testemunho3: Vejam lá bem que já não se pode ir comprar nada! Antigamente uma pessoa podia parar o carro e deixá-lo no meio da estrada para ir a uma loja comprar qualquer coisa que fizesse falta. Agora por causa desses que vieram lá do planeta de não sei da onde as ruas em frente às lojas chegam a ficar desertas! Isto é muito mau para os comerciantes! Até tenho medo ao que podem vir a fazer com aquele terreno à frente do tribunal, que ainda vai desenrascando.  É um dos melhores refúgios para escaparmos à crueldade desses ET's.

 

É o furor deste Verão!... escapar aos parquímetros. Quando pretendemos estacionar, lá estão eles a nos estender a mão,... e nós ali a meter as moedinhas com vontade de cuspir-lhes na cara. 

 

      


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 02:02
link do post | botar farpas (=comentar) | ver comentários (3) | favorito

A Santa Misericórdia começa a cair do altar...

A Santa Misericórdia começa a cair do altar...

 

Pois é! A Santa Casa da Misericórdia , o provedor e todos os administradores desta instituição barquense começa a cair do pedestal. Depois dos anteriores episódios, em que "p. Antonino" denuncia aumento de remunerações só para os cargos de administração ou gestão, merecendo o contra-ataque do Provedor desta instituição de "tão bom nome" (tudo isto em http://nadasobreabarca.blogs.sapo.pt/9317.htmle em http://nadasobreabarca.blogs.sapo.pt/10381.html), eis que os mistérios desta "Casa Misericordiosa" e da mui nobre linhagem que a tem governado se começam a revelar por testemunhos reais. Na última edição do Notícias da Barca, de 5 de Maio, está lá tudo, ou pelo menos uma pequenina fatia de "tudo", só para aguçar o apetite. "Suspiros de Revolta" é o artigo através do qual a família de José da Rocha (ou Zé Louvado) dá a conhecer um dos podres desta casa. No nome desta casa está a palavra "Misericórdia". Nas atitudes e decisões que toma perante a população, principalmente idosa, "Misericórdia" é talvez a palavra que mais dá vontade de rir a quem assiste a estes episódios, e vontade de chorar a quem passa por esses episódios.

Zé Louvado era um senhor que sendo "louvado", excepto para os da Santa Casa, tinha uma família que se preocupava com o seu estado de saúde ("uma doença neurológica degenerativa e irreversível"). Um dia, através do seu médico, este doente com mais de 50 anos foi internado no Hospital da Misericórdia, com um tempo previsto de internamento, segundo o médico, de 10 a 13 dias. Ao 6º dia a instituição dita de misericordiosa deu alta a este doente. A comunicação desta decisão da instituição foi feita de tal forma misericordiosa que os familiares chegaram a entender que tinha falecido. Os cuidados prestados a este doente eram também muito duvidosos durante este internamento: "era necessária a substituição da fralda" e "encontrávamos cheio de sede (...), descoberto, cheio de frio, descalço e caído de um cadeirão". Faleceu sem ter conseguido ser tratado de forma digna até ao momento da morte. Onde estava o lar da Santa Casa, o chamado "Condes da Folgosa", que parece mesmo destinar-se apenas a condes? Todos sabemos, e com certeza também o leitor também conhece, que existem vários casos destes no concelho. O actual executivo até prometeu nas eleições a construção de mais lares de acolhimento de idosos em situações precárias como esta. Os problemas da velhice são uma realidade para muitos idosos barquenses e um calvário para os seus familiares. E onde estão os lares? Quer entrar? Então tem que ter o papelinho!

 

Familiar de um velhinho: Ó "chinhor" doutor(a): o meu paizinho, que Deus o tenha em eterno descanso, já faleceu faz dia de S.João um ano. E agora a minha mãezinha que é uma santinha não anda nem "bê", sabe?

 

Administradores(as) de uma lar: Sabe como é, temos poucas vagas! Mas olhe que se quiser conseguir alguma coisa tem que se baixar mais do que isso. Ora baixe-se lá mais um bocadinho!... Por Nossa Senhora da Murrinhanha! 

 

Familiar de um velhinho: Ó "chinhor" doutor(a), peço-lhe pela alminha de quem lá tenho! Tenha pena de nós que somos "pobrinhos". Que será de mim se não me acode?!

 

Administradores(as) de um lar: Vamos lá ver o que se pode arranjar. A lista de espera é longa... Temos aqui dois ou três quase a morrer... Mas sabe como é, eles tinham muitos haveres...

 

Familiar de um velhinho: Mas nós somos "pobrinhos"...

 

Administradores(as) de um lar: Sim, já estou a ficar sensibilizado... E você baixa-se muito bem... Já tem experiência nisto, não tem?

 

Familiar de um velhinho: Sabe como é... Hoje em dia quanto mais baixo melhor...

 

Administradores(as) de um lar: Pois, bem sei... Isso também lhe dá vantagem relativamente àqueles que se baixam pela primeira vez quando vêm aqui ao nosso lar de idosos. Só por isso já passou à frente de uma boa parte dos que estão em lista de espera. E o papelinho, tem o papelinho? É que só com isso é que passa à frente de todos os que estão em lista de espera para entrar aqui...

 

Familiar de um velhinho: Também é preciso essas papeladas para entrar aqui? Não é papel higiénico, pois não? É que isso eu já tenho...

 

Administradores(as) de um lar: Não, não é nada disso... É a declaração comprovativa de bens para fins de "cunhas". 

 

Familiar de um velhinho: Ah! Isso eu tenho... Já "tibe" de meter umas "cunhas" na Câmara, nas Finanças, na Segurança Social, na GNR por causa de umas multas do meu "home"...

 

Administradores(as) de uma lar: Estou a ver que nos estámos a entender minha senhora. E só por curiosidade, que bens declara nesse papelinho?

 

Familiar de um velhinho: É só duas "obêlhas", 13 galinhas, 2 galos, uma dúzia de chouricinha caseira e bom cabrito... E acho que me estou a esquecer de alguma coisa...

 

Administradores(as) de uma lar: Diga, diga!...

 

Familiar de um velhinho: E um presunto... Já me disseram que isso é obrigatório estar nesse papelinho.

 

Administradores(as) de uma lar: Minha senhora: pode trazer a sua mãe para o nosso lar quando desejar e quando puder. O nosso lar tem todo o gosto em apoiar socialmente todos os idosos carentes de cuidados de saúde como a sua mãezinha. Contámos com décadas e décadas a fio a praticar actos nobres como este no nosso lar. O nosso lar tem todo o gosto em dar uma vida digna a este idosos. Hoje já poucos têm sensibilidade perante tais situações, e nós orgulhamo-nos de ser dos poucos que põe o bem estar dos idosos à frente de interesses económicos...

 

Familiar de um velhinho: E que mais é preciso, "chinhor" doutor(a)?

 

Administradores(as) de uma lar: É só me trazer esse papelinho no acto de entrega do velhote. Não se esqueça do presunto... E do cabrito... e do resto que você disse.

 

 

 


sinto-me: divulguem vossos testemunhos!

talhado por o barqueiro às 01:01
link do post | botar farpas (=comentar) | ver comentários (1) | favorito

R. Arezes e J. Amaral prestam prova de licença e uso de porte de arma

Rosa Arezes e José Amaral prestam prova de licença e uso de porte de arma

Depois de ser António Bouças no jornal anterior a prestar a prova para obtenção da licença de uso e porte de arma (http://nadasobreabarca.blogs.sapo.pt/10381.html), desta vez são Rosa Arezes e José Amaral a prestarem também as suas provas no mesmo jornal! É que segundo uma nova lei, quem quiser renovar ou obter esta licença terá que obrigatoriamente "disparar uns tiros para provar que o sabem fazer".

Apesar de tudo, o facto destes dois caçadores terem executado as provas no mesmo jornal, acaba por iludir o leitor. A princípio poderá estar pensando num duelo à antiga entre cowboys, cara a cara no mesmo jornal até se apurar o sobrevivente depois de um violento banho de sangue. Pois descontraia que nada disto se passou. Infelizes daqueles que adoram um espectáculo sangrento. Tratam-se apenas de simples e clássicas provas de tiros em resposta a ofensivas realizadas em edições anteriores da imprensa concelhia.

Rosa Arezes já nos habituou ao seu carácter de "mulher de barba rija" (lembrando as crónicas de Armando Marques e a crónica deste blog em http://nadasobreabarca.blogs.sapo.pt/1776.html). Enfim, vai-se entretendo com a sua colega de profissão Sílvia Torres. Semelhantes profissionalmente e inimigas na cor (e não é de racismo que se está a falar). Lá estão elas periodicamente na coluna "Hoje escrevo eu" do Notícias da Barca. Sim, tem razão. O barqueiro pede perdão pelo erro. Não é "Hoje escrevo eu" mas sim "Hoje quem manda uns tiros sou eu" (à excepção de Eugénio Martins que também lá escreve, ensinando a estas "mulheres pegadas" como se devem comportar numa primeira página; mas a rivalidade é capaz até de cegar as pessoas!).

José Amaral vem também por meio do jornal responder aos meninos da JSD, que andam necessitados de serviços de saúde urgentes. Defende o partido socialista e o executivo no poder camarário. Atira à cara dos meninos da JSD aquilo que o seu partido fez quando passou pelo poder, uma vez que encntrando-se na flor da idade não se recordam de tais feitos. José Amaral é assim mais um dos atiradores dos rosas, em defesa de sua majestade o Presidente de Câmara.

 

Resumindo, estamos a entrar no Verão e as temperaturas estão mesmo a subir. Neste Verão 2007 há ainda o extra da obrigação da renovação da licença de uso e porte de arma! Rosas contra laranjas. Aguentarão até ao fim do Verão ao ritmo que já começam a gastar balas? 

Mas como não se pode entrar demasiadamente num discurso só de paleio, passemos a factos. Comecemos por Rosa Arezes .

 

"Tudo isto foi em vão. Afinal, a fusão está consumada."

O que entristece esta senhora afinal?! A fusão das escolas? Assistimos hoje à centralização dos estabelecimentos de ensina a nível nacional, sendo algo inevitável face ao diminuir do número de crianças. A aprendizagem torna-se cada vez mais uma forma de aumentar a autonomia da criança enquanto se forma como adulto e lida com novos conhecimentos. Estão a acabar as escolas primárias onde as velhas professoras da consoada e do folar nas épocas festivas, e de régua na mão durante o resto do ano, mandavam. Os tempos mudam... E as mudanças metem medo aos conselhos executivos das escolas, Diogo Bernardes e Secundária neste caso, que parece que vão mesmo fundir-se. É no fundo a velha problemática do teto. Se só houver uma cria ela pode-se amamentar à vontade. Mas se existem duas para uma tetinha, terá que haver partilha para não haver desentendimentos.

Curiosamente Rosa Arezes termina o seu artigo com um Post scriptum e não com uma simples abreviatura P.S. Ao que parece ela não pretende cá misturas. A abreviatura de post scriptum é também o nome daquele partido cujo nome não deve ser sequer pronunciado!

"Post scriptum: Por muito que as minhas crónicas possam incomodar uma ou outra pessoa, ninguém me condicionará no exercício da cidadania."

Oxalá que ninguém a deprima psicologicamente ao ponto de deixar de escrever. É que sem si este blog nunca mais seria o mesmo. Que incentive e seja um exemplo de cidaddania, tudo bem! Mas agora incentivar os barquenses a tornar os jornais um campo de batalha e a desatar aos tiros uns aos outros com afirmações como a seguinte, isso é que é feio:

"Pena é que não haja mais Barquenses a exprimir, publicamente, os seus anseios e preocupações."

 

 Relativamente a José Amaral, trata-se de um rosa de gema.  Reflictam com a seguinte afirmação:

 

"Como vêm o sr. Presidente da Câmara e o restante executivo sempre desde a 1ª hora puseram os interesses do nosso concelho em primeiro lugar"

Acerca disto há algumas dúvidas. O barqueiro sabe bem, porque é omnipresente, que na primeira hora após os resultados da eleição do PS, talvez metade ou mais foi gasta à espera do aparecimento em público do Presidente eleito junto à Garagem Bouças , e os restantes minutinhos em discurso de vitória transbordantes de febre partidária como é hábito em Portugal. Agora se falarem desde a 1ª hora da tomada oficial de posse, ela pode ter sido ocupada com as habituais ezéquias das tomadas de posse em política.

José Amaral gasta não uma bala, mas um míssil ao dizer:

"Agora deixem continuar a trabalhar quem de forma muito eficaz quer levar Ponte da Barca ao desenvolvimento.

A vossa oportunidade já passou e nada fizeram para a merecer"

De facto, cabe ao leitor averiguar se este míssil atingiu ou não o alvo. O barqueiro apenas pensa que não passou de um míssil com o efeito de uma balazita, pois os jovens furiosos da JSD nunca gostam de ficar atrás, nem mesmo em "botações" online. Qual será a próxima da JSD? E dos rosas? E da JSD? E dos rosas? E da JSD? E dos rosas? E da JSD? E dos rosas? E da JSD? E dos rosas?...etc...etc...

No fim de tudo resta referir o único assunto, esse sim sério. No artigo de José Amaral, um dos elementos da guarda pessoal do Presidente de Câmara, leu-se:

"É sempre bom ouvir a opinião de todos os jovens, não é como fez o Presidente da JSD que me questionou sobre o meu texto sobre a reestruturação da rede escolar."

 

Senhor Presidente da JSD José Alfredo Oliveira: que se ande em guerras, se dê uns tiros de um lado para o outro e que se esfolem até ao limite por causa das "corzinhas", tudo bem! Agora que se questione os adversários políticos sobre as formas de opinar ou até sobre o tipo de balas a utilizar, por amor de Sá Carneiro! Isso é de meninos!

 

 


sinto-me: assistindo a cowboiadas

talhado por o barqueiro às 00:36
link do post | botar farpas (=comentar) | ver comentários (6) | favorito

Sexta-feira, 11 de Maio de 2007
Insólitos da transcendência em Ponte da Barca

Insólitos da transcendência em Ponte da Barca

Mais uma vez Ponte da Barca não desilude em matérias da transcendência. Aliás, são cada vez mais as vozes que se manifestam a favor de mais e melhores iniciativas como estas e melhores do que estas, tudo a rodar em volta de satanazes , deuses e jesuses . O nosso concelho teria aliás condições para acolher feiras como a de Vilar de Perdizes, e poucos falam disso. Já que é um dos campos em que a população barquense se sente mais à vontade, podendo inclusive promover a terra a nível nacional, vamos para a frente com o misticismo e bruxaria! Ai não sabem do que se está a falar? Então pertencem a uma minoria que desconhece toda uma problemática e uma complexidade de assuntos que também não importa perceber. Dê-se como contente em não perder o seu tempo a saber disto.

Mas como este blog é também dedicado às tradições do concelho, cabe ao barqueiro divulgá-las. Que tal os próximos 2 acontecimentos que chegaram aos jornais desta última semana para apenas adoçar a boca a quem ainda desconhece estes mundos místicos?

"Arautos do Evangelho"

Mais uma vez Manuel Cerqueira Soares brinda-nos com vastos repastos no campo da transcendência e da fé. Desta vez este vulto barquense da fé católica vem através de uma comunicação, e leia-se, "através da comunicação do Revº Padre Maurício Lucena, Director Geral, vem pedir aos Revº s Sacerdotes das suas Paróquias a nível do distrito para que a Santa Eucaristia de Domingo, dia 13 de Maio, seja dedicada a Nossa Senhora de Fátima Santíssima Virgem (...)". Esta introdução é já por si espelho de toda a complexidade de tratamento entre os elementos evangelizadores desta terra. Primeiro esta gente da transcendência diz que o seu Deus é inspiração de solidariedade para todos os pobrezinhos e carentes de auxílio. Depois vemos que na prática quem diz que Deus disse, se alguma vez disse, é tratado por Revº Estaremos a voltar atrás no tempo. Estes refinados tratamentos são típicos daqueles tempos em que governava um beato chamado Salazar. Os padres eram Revº s porque eram os representantes da ditadura nas aldeias. Reverendíssimos? Mas onde é que estamos? Outra coisa estranha é o número de tratamentos da santa chamada Fátima. Que era "Nossa Senhora de Fátima", não nossa, mas daqueles que a adoram, já todos sabíamos. Mas e a parte que se segue a Fátima no excerto atrás referido ? O barqueiro não sabia que para além de "Nossa Senhora" ela também era "Santíssima Virgem". Atribuam-se mais qualidades de tratamento que apenas 5 nomes ainda é muito terreno. Não é digno de figura tão sagrada e pura!

No fim do artigo diz que se as pessoas levarem os oratórios à "Santa Eucaristia Dominical" "Nossa Senhora" ficará muito contente. Quem escreveu tal artigo deve ter desenhos animados na cabeça! E a parte das pessoas que têm os oratórios em casa levarem-nos à missa? São muito estranhos estes bichinhos de estimação. Já num artigo deste blog se falou no encontro de oratórios em Fátima, explorando-se um pouco das características afectivas e sociais destes animais de estimação. Por isso já sabe: se possui algum destes bichinhos o que deve fazer é acompanha-los à "Santa Eucaristia".  

 

 

 

"De Britelo "

Parece que em Britelo também se andam a passar fenómenos ainda mais estranhos. Ao que parece andam a roubar os animais de estimação, nomeadamente gatos, cujo único sinal de vida passa a partir daí a ser ouvi-los miar em galinheiros, imagine-se! Estes desaparecimentos misteriosos ao que parece têm sede no lugar de Cabecinhos . O próprio nome do lugar em questão diz já por si toda a mística que envolve estes desaparecimentos . A autora deste artigo, Sara Barbosa, descreve tais acontecimentos como "menos próprias e obscuras". Uma coisa é certa: o galinheiro é no fundo um lugar onde se guardam as galinhas, e ao que parece ainda pouca gente sabe disso.


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 23:47
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Domingo, 6 de Maio de 2007
JSD necessita de cuidados de saúde!

Cuidados de Saúde são urgentemente necessários para os jovens da JSD!

Na edição dedicada ao 25 de Abril da imprensa regional eis que surgem novamente os talentosos jovens da JSD concelhia. Depois de virem para os jornais dizerem que não tinham lugar onde pudessem estudar (vejam neste blog em http://nadasobreabarca.blogs.sapo.pt/6582.html), os jovens da JSD vêm alertar para a saúde com o artigo intitulado "Caros Barquenses... a nossa verdadeira opinião quanto à SAÚDE!" ("saúde" com letras maiúsculas e tudo!).

É evidente que não compete a este blog divulgar as suas medidas e soluções políticas. Se é o que eles dizem que quer saber então leia o seu manifesto no jornal. Este blog apenas aproveita e chama atenção para a qualidade destes jovens, que muitos se calhar ainda desconhecem!

A entrada no assunto da saúde é feita de forma deliciosa, com um clássico das críticas feitas pelos partidos que ciclicamente passam pelo lado da oposição:

"O sector da saúde é um dos melhores exemplos do descalabro da política seguida pelos governos do Partido Socialista"

É caso para dizer: que seca! Quer dizer que ciclicamente, quando o PSD passa pelo poder a saúde melhora, e quando muda volta a piorar, para com a seguinte mudança vir a melhorar outra vez. Se se referissem apenas a este Governo talvez fossem mais acertados: é óbvio que este Governo tem desprezado demasiado pacientes como os jovens da JSD, que mereceriam prioridade no atendimento e listas de espera.

O quarto parágrafo ainda denuncia melhor esta prioridade que o Governo deveria dar a utentes como estes, e está a desprezar. É uma autêntica vergonha, e ninguém fala disto, a qualidade dos serviços de saúde prestados aos jovens da JSD! Talvez esta situação se deva ao facto de já terem reclamado pelo jornal que jovens como eles não tinham onde estudar. Ao final deste espaço de tempo, já devem ter lugar onde estudar, ao ponto de tanto estudo os tornar os iluminados intelectuais carentes de acompanhamento especializado ao ponto de dizerem em pleno jornal:

"A JSD não aceita, em matéria de políticas sociais, lições de ninguém, muito menos daqueles que durante anos governaram o país, e ao invés de construírem mais e melhores hospitais (...), limitaram-se a aumentar de modo abrupto o défice do SNS."

Serão estes os Messias da Idade Contemporânea? Parece ser mais provável que sejam jovens afectados por serem mal assistidos pelo SNS.

A próxima frase denuncia o mais preocupante dos sintomas destes jovens a necessitarem de um melhor sistema de saúde. Estarão mesmo conscientes e na hora adequada do dia quando dizem o seguinte?

"Orgulhamo-nos da obra do último governo liderado pelo PSD neste domínio."

MENINOS DA JSD, ESTÃO MESMO BEM? O anterior governo PSD era aquela aliança entre o maior primeiro-ministro dandy e playboy de todos os tempos, e laranja, e o outro que tinha uma tara por submarinos e que não sabia a pasta que ia ocupar quando tomava posse. Estão mesmo ORGULHOSOS destas cenas? É que todos os meios de comunicação deram e dão relevo a este governo único na história da democracia! E os humoristas?! Muitos dizem que esse marco histórico ainda tem matéria humorística para explorar durante os próximos 20 anos, de piada em piada, e depois durante séculos quando estes governos recentes saltarem para os livros de história. É fantástico como um Governo de meses consegue ter uma complexidade tão enorme que exija anos e anos de exploração para a sua total compreensão! Quanto a vocês, meninos da JSD, só há dois cenários possíveis:

1. Vão para a rua manifestarem-se pela criação de um serviço de saúde que tenha a capacidade de vos acolher.

2. Caso o problema deste orgulho num governo da "palhaçada" do Santana e do Portas não tenha origem em alguma desfuncionalidade, aconselha-se que leiam livros ou que vão à net pesquisar o que foi este Governo, pois para vos encher de orgulho já não devem ser jovens desse tempo. 

 

Quase no fim estes talentosos jovens jogaram ao "Encontra as Diferenças", entre o mapa de Portugal que eles devem ter nas aulas de Geografia quando estudam, e o mapa da Rede de Urgências em Portugal. Eles dizem:

"Onde está Ponte da Barca no mapa? Pois...não está (como sempre com este governo)! O que quer dizer, que na Proposta de Requalificação da Nova Rede de Urgências, não consta Ponte da Barca!"

Primeiro, não acham que as vírgulas a laranja não estão a mais? Estudem mais, agora que parecem sítio onde faze-lo. Segundo: chegaram a uma brilhante conclusão para expor o vosso raciocínio no jornal. Os parabéns do barqueiro! Finalmente parecem ter começado a estudar! Ponte da Barca, que vocês também contribuiram para construir, ia estar num mapa onde os serviços se encontram mais ou menos distribuídos pela área dos distritos? Ia ser Ponte da Barca com a sua imensidão a conseguir um serviço destes tão perto geograficamente de Ponte de Lima, tendo em conta a distribuição ao longo de distritos tão pequenos como Viana do Castelo? Será se  iria substituir Ponte de Lima por Ponte da Barca? Se acham que sim têm que conhecer melhor essa vila.

Será que foi Olinda Barbosa que depois de momentos de preocupação com a saúde do Presidente de Câmara, e depois de se ter manifestado nos jornais (tudo isto em http://nadasobreabarca.blogs.sapo.pt/7101.html e http://nadasobreabarca.blogs.sapo.pt/8685.html), encomendou isto aos jovens inexperientes para não ser o único elemento do PSD que ainda vai mandando os seus bitaites? Só os próprios o saberão.

No final do artigo os meninos da JSD resignam-se à sua necessidade de serviços de saúde e escreveram no jornal um pedido de ajuda desesperado a quem tiver a bondade de os auxiliar:

 

"É  tempo de pensarem em Ponte da Barca e, sobretudo na Juventude."(leia-se JSD)


sinto-me: preocupado com os moços

talhado por o barqueiro às 22:43
link do post | botar farpas (=comentar) | ver comentários (1) | favorito

barqueiro
pesquisar
 
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


barcalhoadas recentes

Saga "Palhaçadas" continu...

Maravilhas naturais, turi...

Palhaçadas de Carnaval

Menino Jesus vs Pai Natal

Reunião(ões) da(s) Jarra(...

O "Vosso" executivo e o 3...

Um executivo empregador

Gripe Ai!, não faça o "ra...

Fugir de homossexuais: el...

"Pai" Barqueiro e os pres...

Terminou o forrobodó! Mai...

Dossier Autárquicas 2009 ...

Dossier Autárquicas 2009 ...

Novela de Verão: "Meu S.B...

Dossier Autárquicas 2009

Vassalo "Summer Sessions"

O destaque de sempre: Lim...

A "Nata" Barquense

A Fórmula Cultura+Turismo

A "Colmeia" das "Abelhinh...

Barquenses votaram Europa...

Certame político-religios...

"Novo Rumo" com "velhos" ...

Política passeando pelas ...

Bitaitadas frescas

Mais um ano com os livros

De Ponte da Barca a Lisbo...

Pontes da decadência

Diácono de Lindoso ajoelh...

Viva a liberdade, e o iní...

todas as barcalhoadas já assistidas

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

subscrever feeds