Segunda-feira, 17 de Março de 2008
Olinda, amiga, o PSD não está contigo!

Olinda, amiga, o PSD não está contigo!


 

Foi esta a grande ausência na “nova” equipa do “Messias” Cabral de Oliveira, para além do “barão” ou “dinossauro” do PSD “El Mestre” João Esteves, que foi o “reactor” deste PSD barquense ao longo da maioria dos mandatos laranja (e agora também azul) pós 25 de Abril. Mas este artigo vem dar sim grande destaque à vereadora Olinda Barbosa. Ela tem sido a mulher que tem contrariado o argumento do machismo dominar na política. Ela era, apesar de todas as brincadeiras, críticas e defeitos que se lhe têm apontado (este blog inclusive), o elemento mais activo da oposição PSD, e talvez o único elemento deste partido que não entrou em “depressão pós derrota” eleitoral. É o único elemento que se habituou à função de fazer oposição ao PS, e que regularmente tem escrito na imprensa, sendo talvez a principal voz da oposição. A “nova” equipa ignorou a sua importância e trabalho. Conclusão: o elemento que tem estado sempre presente na “luta” do partido “cagaram” para ele, e fez-se mais uma típica comissão política barquense, com meia dúzia de caras mais que conhecidas, que só aparecem quando cheira a eleições com óbvio objectivo, já mais que conhecido, o “poleiro”. Perante tudo isto, e ainda mais o facto de não “cheirar” ao barqueiro que será convidada para candidata do PSD à Câmara (o que poderia repor justiça e consideração dos seus colegas de partido relativamente ao seu trabalho), o barqueiro não diz que está com a Olinda, porque não é seu hábito ser emplastro, ou como se diz em política, apoiante de alguém, mas pode dizer: Olinda, amiga, o PSD não parece mesmo estar contigo!

 

Façamos então o contador com o número de abstenções desta vereadora a partir da data de eleição da Comissão do PSD. Poderá vir a ser útil em termos de “intercâmbios”, ou melhor dizendo, poderá ser útil para saciar alguma curiosidade barqueira.

 

NOTA: Contaremos neste blog, para ser mais fácil, o número de reuniões em que Olinda Barbosa se abstém através das notícias da imprensa regional. Pode-se dizer desde já que a onda de abstenções parece ter começado, com abstenções contadas em 3 reuniões, até ao fecho da contagem na imprensa regional em 8 de Março. Rectificações de contagem e comentários podem deste já ser deixados pelos leitores deste blog.





talhado por o barqueiro às 02:47
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Os Mandamentos do BE (que nunca são cumpridos)

Os Mandamentos do BE (que nunca são cumpridos)


 

António Rocha, do Bloco de Esquerda, publicou um artigo nos últimos jornais rico em conteúdo útil (coisa rara!). Afinal, algumas coisas se vão aproveitando dos políticos da terra. E para todos aqueles que agora infringem os “Mandamentos” do BE (de certeza que saberão quem), aqui fica a lembrança para que possam ao menos “disfarçar” a ânsia da “Pia” que agora todos vão começando a querer (é uma das semelhanças entre humanos e os porcos).

 

 

Uma “intervenção cívica responsável” pauta-se “por uma atitude de exigência connosco e com os outros, de respeito pelas instituições e regras democráticas”.

 

 

“Num combate político respeitam-se as regras democráticas e os adversários políticos, que lutam por um objectivo comum – o progresso das populações que representam.” “Numa guerra política não há regras e o principal objectivo é destruir o inimigo.”

 

 

“Nenhuma sociedade se desenvolve (…) sem que os diversos agentes (políticos e sociais) conjuguem esforços para o desenvolvimento colectivo.”

 

 

“O povo elege representantes para os órgãos democráticos, não elege líderes partidários, nem comentadores.”

 

 

“Um concelho com tantos problemas precisa do contributo de todos. Não precisa, é, destas velhas e intermináveis guerras políticas.”

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 02:36
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Domingo, 2 de Março de 2008
“Novo Rumo” com as mesmas “galinhas”?

“Novo Rumo” com as mesmas “galinhas”?


Estamos a cerca de ano e meio das próximas eleições autárquicas e as movimentações do costume já começam a ser vistas. Como em anteriores anos, as “galinhas” estão a ficar agitadas, pois as suas cabecinhas começam a se direccionar num só sentido: o “poleiro”. Do lado das do poder assistimos nos últimos tempos à criação de uma coluna de jornal onde o “frango” José Amaral faz as suas positivas análises, e mais recentemente o “galo” do “poleiro”, Vassalo Abreu, aumentou os seus níveis de popularidade política ao ser entrevistado na televisão, no Porto Canal. Actualmente aguarda-se a reunião da “capoeira” rosa nos dias 11 e 12 de Abril.

Relativamente à “capoeira” laranja, que é o que nos trás por cá, têm-se vivido tempos de abanão, com os artigos de opinião da ressurreição do “galo” Cabral de Oliveira (qual galo de Barcelos ressuscitado da panela), e tempos também de remodelação, com a formação da nova Comissão política. E é aqui que reside o cerne da questão: se o actual executivo, ou, “capoeira” rosa não tem ficado atrás dos anteriores em termos de monotonia, estagnação e “mais do mesmo”, em que Ponte da Barca já se habituou a viver, a nova “capoeira” laranja que quer ganhar o mesmo “poleiro” não trará novidade adicional com basicamente os mesmos “galináceos” que já nos habituaram e que já provaram o que de diferente podem fazer (= 0). Alguns deles são Cabral de Oliveira (ex- presidente da Câmara que largou o poder “fugindo” não se sabe bem do quê), José Manuel Maia Fernandes (ex-presidente de junta de Vila Nova de Muía e nome “forte” dos últimos anos do PSD), Armindo Silva (ex-presidente da Câmara, substituto de Cabral de Oliveira), Carla Barbosa (ex-vereadora da cultura de Cabral de Oliveira) ou ainda a sempre “controversa” Rosa Arezes. O “slogan” escolhido foi “Um Novo Rumo p’rá Barca”. Cabral de Oliveira passa assim a ser o novo presidente da “nova” Comissão Política laranja, não fechando em definitivo a porta à candidatura para o “poleiro”, segundo declarações à Agência Lusa. Este blog, com estas opiniões desprovidas de qualquer crédito, só deixa a questão: “Novo rumo” com as mesmas “galinhas”?






P.S. 1: Até agora ninguém conseguiu acreditar que as “galinhas” que sempre passaram pelas nossas câmaras são realmente “poedeiras” como querem fazer crer aos barquenses.

 

P. S. 2: Vejam Rosa Arezes, que no “Notícias da Barca” de 16 de Fevereiro quês convencer os barquenses de que os “laranjas” “puseram ovos”, e passa-se a citar, “anos a fio”.

 


 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 01:13
link do post | botar farpas (=comentar) | ver comentários (1) | favorito

“Guerra Santa” em Vila Nova de Muía
“Guerra Santa” em Vila Nova de Muía

Um ex-habitante de Vila Nova de Muía que se tem assinado como N.C. na imprensa local, tem sido a o “guerreiro” de um dos lados desta “guerra santa” em pleno concelho de Ponte da Barca. O outro é José de Sousa de Vila Nova de Muía. E como em outras guerras da Humanidade, esta há-de ficar lembrada na História como uma guerra que atingiu o seu maior grau de “violência” quando N.C. veio para o jornal questionar o festeiro de São Miguel “O Anjo”, José de Sousa, acerca da gestão que fazia dos dinheiros, que se supõem ir para o “Anjo” e não para quem o guarda “em nome dele”. N.C. dirige-se ao povo de Vila Nova de Muía, tentando alertá-los para o destino que o dinheiro tinha nas mãos dos festeiros do referido “Anjo”: 5€ por cada missa e 50€ para pôr mortos em câmara ardente. Questiona a gestão através das contas que segundo ele nunca foram feitas e ainda, como dever cívico de cada um de nós, zela pela Fiscalidade e Impostos do país, ao alertar para o facto de sempre que há cobrança, tem que haver a emissão do respectivo “recibosinho”. Como N.C. se caracteriza por uma coragem fora do vulgar, gosta de enfrentar o “inimigo” de frente, tira-o do “esconderijo” com a conclusão do seu artigo que diz: “(…) como nada tem tido resposta pode ser que desta última pergunta tenha a resposta.”. E eis que José de Sousa sai da “toca”, e manda “bujardas” de toda a potência para se defender das acusações, e ainda ataca, dizendo que por não viver na dita freguesia não deve saber a realidade da actividade “festeira”, e ainda como bónus diz que “Se por acaso quiser mais algum esclarecimento estou às suas ordens e porque não gosto de ser cobarde. Assino com todas as letras.”.

Está mais uma vez provado que em tudo o que meta “santos” e “anjos” há “guerra” e “sangue”.

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 01:11
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

O “Domingo Gordo” do Porco de Oleiros

O “Domingo Gordo” do porco de Oleiros


Mais um ano, mais uma “matança” do porco na freguesia de Oleiros. Realizou-se no dia 3 de Fevereiro, tendo-se seguido à matança a sua ingestão por uma grande multidão da freguesia. Este ano o problema não foram os políticos presentes à mesa à procura do “rabo” do porco (podem recordar o ano passado em http://nadasobreabarca.blogs.sapo.pt/tag/sarrabulho+em+oleiros%3B+entrudo%3B+comer+at), mas sim o porco que não queria ser o “palhaço” da festa. “Tirem-me daqui!!!” – gritava ele.









sinto-me:

talhado por o barqueiro às 01:07
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

barqueiro
pesquisar
 
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


barcalhoadas recentes

Saga "Palhaçadas" continu...

Maravilhas naturais, turi...

Palhaçadas de Carnaval

Menino Jesus vs Pai Natal

Reunião(ões) da(s) Jarra(...

O "Vosso" executivo e o 3...

Um executivo empregador

Gripe Ai!, não faça o "ra...

Fugir de homossexuais: el...

"Pai" Barqueiro e os pres...

Terminou o forrobodó! Mai...

Dossier Autárquicas 2009 ...

Dossier Autárquicas 2009 ...

Novela de Verão: "Meu S.B...

Dossier Autárquicas 2009

Vassalo "Summer Sessions"

O destaque de sempre: Lim...

A "Nata" Barquense

A Fórmula Cultura+Turismo

A "Colmeia" das "Abelhinh...

Barquenses votaram Europa...

Certame político-religios...

"Novo Rumo" com "velhos" ...

Política passeando pelas ...

Bitaitadas frescas

Mais um ano com os livros

De Ponte da Barca a Lisbo...

Pontes da decadência

Diácono de Lindoso ajoelh...

Viva a liberdade, e o iní...

todas as barcalhoadas já assistidas

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

subscrever feeds