Segunda-feira, 31 de Dezembro de 2007
Assim terminou o ano em Ponte da Barca
Assim terminou o ano em Ponte da Barca

Os últimos dias do ano é uma altura em que nas pessoas reina o espírito natalício e a ternura de um ano passado. Deseja-se o melhor para o ano que vem, e isso ouve-se sempre dizer que é paz, saúde, amor e coisas que não fogem muito dessa linha. Vejamos então como vai o espírito dos barquenses que marcam durante todo o ano as páginas dos nossos 2 jornais concelhios.

Comecemos a "viagem" por mais algumas notícias novas que surgiram acerca do Orçamento Municipal para 2008. Após as últimas lançadas no "Notícias da Barca", e aqui comentadas em "Espírito Natalício Invade assembleia Municipal (http://nadasobreabarca.blogs.sapo.pt/39968.html)", surgem agora entrevistas no "O Povo da Barca". Numa abrangente entrevista a figuras dos partidos concelhios, ficámos a saber que para Miguel Pontes (PS) tudo está bem neste orçamento (como não poderia estar!), mas da sua entrevista mais nada se pode tirar. Para Arnaldo Pereira (CDU), "não existem inovações relativamente aos anteriores", apresentando a transcrição do seu discurso em Assembleia com as áreas que deveriam ser prioritárias na política concelhia. Mas o melhor vem do PSD e do BE. Do PSD, Claudino Amorim, figura que despertou para a imprensa regional já muito no fim deste ano, diz que "São tantos os aspectos negativos que nos custa encontrar aspectos positivos", enumerando críticas atrás de críticas, sendo um orçamento "enganador". Ficou por responder a questão de "quais os aspectos positivos", e quanto a soluções e alternativas, zero. O BE, por David Sequeira, apresentou um texto organizado, onde apresenta as críticas, alternativas para esses aspectos negativos, e ainda não lhe custa apontar aspectos positivos do orçamento, que apesar de tudo, também terão que haver. Resultado: o BE, o partido "formiga", acaba o ano, pelo menos na imprensa, à frente do maior partido da oposição, o PSD, que deveria apresentar-se como verdadeira alternativa ao poder actual! Isso dá para rir, mas na verdade é algo preocupante, na medida em que transparece incompetência da oposição que pretende o "poleiro" actual do PS.



Dando uma vista de olhos, desta vez, pelas mensagens de Natal, encontrámos mensagens de Natal dos Presidentes de Junta em geral, uma aqui outra acolá, salpicando as páginas dos jornais da primeira à última página.

Quanto ao Rotary Club, continua a "saga" contra os distúrbios oftamológicos proporcionada pelo presidente e empresário do ramo das ópticas, Victor Dias.

Este ano termina também com uma das melhores análises que Arnaldo de Sousa já fez. Vem questionar-se, como qualquer barquense terá que fazer, se há alguma "linha de coerência" entre a decisão da Câmara Municipal de prescindir da aplicação de 800 mil euros no que seria o Parque Empresarial de S.João/ Salvador por falta de "vocação" da localização, e agora proceder à venda de lotes para a instalação de empresas no mesmo local.

Como já é costume, tivemos ainda as mensagens de Natal do Presidente de Câmara, Vassalo Abreu, do Presidente da Assembleia Municipal Paulo Pimenta e a mensagem conjunta dos vereadores da oposição Olinda Barbosa, António Rodrigues e Lino Freitas.

Tocando, como não poderia deixar de ser, no "clero" barquense, assistimos ao culminar de um ano cheio e envolvimento religião - política, com o Padre Júlio a aparecer no mesmo jornal em duas fotos junto com a "nata política" de Ponte da Barca.



Acabámos esta "maratona" de fim de ano com a boa notícia (ou não) de que na época Natalícia não houve gente, ou melhor, mortos, para se elaborarem as colunas de "Falecimentos" do concelho nos 2 jornais concelhios.

Boas entradas para todos!!!


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 01:08
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Domingo, 6 de Maio de 2007
Erros de ordenação jornalística no 25 de Abril

AVISO: Erros de ordenação jornalística na edição dedicada ao 25 de Abril no Notícias da Barca.

Avisa-se aqui neste blog, em primeira mão, que existiram tocas de ordenação jornalística no Notícias da Barca.

Gozando da liberdade crítica que os próprios caricaturados políticos  tanto amam nos seus discursos escritos no jornal dedicados à Revolução dos Cravos, publica-se aqui a primeira versão corrigida de tão bela montra de comunicação com que nos brindou a edição referida .

Para a percepção de tais correcções aconselha-se vivamente a leitura, a menos que já o tenha feito, do jornal referido, de modo a perceber melhor mais uma caricata situação barcalhoense .

A primeira intervenção tem apenas um pequeno lapso, no qual a palavra "vida" provavelmente deveria ser substituída por "via". Trata-se apenas de um "d" a mais, que na versão correcta seria:

"A nossa sociedade não pode continuar de braços cruzados a assistir à permanente degradação da nossa "via" pública"

 

 

Na intervenção de António Rocha não foi detectado nenhum erro, definindo como princípios fulcrais a :

 

"Liberdade e Responsabilidade"

Ao que parece são princípios que não dizem nada a quase todos os barquenses deste concelho. São sem dúvida discursos à deslocalizados no tempo e espaço estes os feitos pelo BE : muito à frente. É óbvio que assim nunca chegarão lá, como o simples tasqueiro diria, mas com certeza que faziam falta mais uma remessa de pessoas destas para por um pouco de "ordem na arena".

Nas seguintes intervenções houve uma troca de títulos dos artigos entre Vassalo Abreu e Augusta Gabriel.

Assim Vassalo Abreu deverá passar a dizer:

"Assistimos a uma descredibilização do sistema político"

Como parece que este novo executivo que quebrou uma linhagem de anos de hegemonia não veio trazer nada de novo ao concelho. Parece que já se chegou à conclusão que se vive numa "sintonia politiqueira". Ainda esperamos pela abolição de certos remanescentes (serão menos ou mais do que isso?) como os bons tachos, buracos na estrada, zona desportiva, etc. Já que até agora os investimentos deram para a tendência do prejuízo, aproveite-se o "escarro de estacionamento" para se fazer as sardinhadas, sarrabulhos e outros derivados, já que se vai optar pela via do parquímetro. Ah! E cobrem por pipa de vinho ou cerveja consumida. As febras devem dar para ficar por "conta da casa".

Augusta Gabriel passará a dizer as palavras que o jornal atribuiu a Vassalo Abreu:

"Temos que com seriedade, competência e coragem decidir quais os caminhos a seguir"

Parece mesmo que esta oposição já não sabe o que é estar do lado da oposição. As ideias do partido saem pelas cordas vocais da mulher de armas Olinda Barbosa, e o "chefão" não sai do posto nem com derrotas políticas.

Um novato nestas andanças da praça pública é Pedro Sousa Lobo. Parece que a próxima meta deste membro da assembleia é conseguir uma licença de porte de armas politiqueiras, que ainda ninguém que se conheça chumbou nos testes de obtenção. Meta mais a longo-prazo poderá ser chegar ou ultrapassar Olinda Barbosa, um dos membros da sua oposição, a nível de potência das balas disparadas. De facto o título que se deveria encontrar neste artigo seria o da capa semanal do referido jornal:

"Hoje escrevo eu"

Relativamente à CDU a solução poderá passar pela venda do partido a algum comércio da Barca ou alguém particular que esteja interessado em antiguidades. É um partido que já milita há muitos anos, mas de facto em populações como estas, viradas para os seus partidos fixados praticamente à nascença, pouco sucesso tem tido, contribuindo para um pouco de acção na assembleia, mas que agora é ultrapassado gradualmente pelo BE . Quem é que poderá estar interessado em avançar com a OPA?

"Vende-se"

Outra das novas figuras é Miguel Pontes, mais um elemento jovem da assembleia do partido do executivo. Não fique zangado com esta brincadeira. Trata-se apenas de uma piada sobre a sua juventude, que ainda lhe permitiria frequentar um OTL neste Verão. O título do artigo, como é óbvio, deveria referir-se ao tema do OTL do IPJ que foi publicado no mesmo jornal:

"Inscrições abertas para o programa de ocupação de tempos livres"

De diversas formas se poderá ocupar o tempo de facto, sendo uma boa forma de aproveitar os períodos de inércia.

 

 

 

 

 

 

 

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 08:36
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

barqueiro
pesquisar
 
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


barcalhoadas recentes

Vassalo "Summer Sessions"

Vida de político em ano d...

"Show de Bola" na Assembl...

"Mais uma vergonha"

Neste Natal sirvam-se "po...

Ordem na “Capoeira”!

Assim terminou o ano em P...

Erros de ordenação jornal...

todas as barcalhoadas já assistidas

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

subscrever feeds