Sábado, 8 de Agosto de 2009
A "Nata" Barquense

A "Nata" Barquense

 

Estava o barqueiro lendo um dos "Notícias da Barca" do mês de Julho, quando se deparou com mais um excelente artigo da autoria do já conhecido sociólogo Pedro Costa. É claro que esta é só a opinião do barqueiro, mas nunca é demais expressar neste blog a sua grande admiração por aquilo que escreve. "Nata" de Ponte da Barca, olhem para esta forma de escrever e de opinar, expor e analisar diversos temas da sociedade!

O artigo de Pedro Costa que levou o barqueiro a escrever este seu artigo tinha como título "Sobre a humildade e honra". Nele estava o seguinte início de parágrafo, e o barqueiro deu-se aqui à liberdade de o expor, para a "nata" barquense pensar nele:

 

"O uso da palavra Doutor serve, cada vez mais, para (re) direccionar o poder nas relações sociais. Como douto é aquele que , aparentemente, sabe do que fala ou trata, nas relações a palavra doutor implode o sentido e subjuga o "não-douto" ao douto."

 

De facto não se poderia melhor retratar aquilo que hoje se passa na sociedade, em que todo o possuidor de um curso superior, e alguns deles com formação não se sabe bem em quê, vive na ânsia de mostrar ao próximo o seu título de "doutor", na ânsia de assim ser tratado nas relações sociais, mesmo naquelas externas ao exercício das suas actividades enquanto formado em determinada área. É uma "febre", talvez devida ao facto do nosso país, e em particular o nosso concelho, não estar historicamente "habituado" a estudar e a formar os seus cidadãos. A isto junte-se a necessidade de afirmação e estatuto, e a "febre" poderá em parte estar explicada.

 

"Andamos constantemente embrulhados numa típica disputa de "galos" para demonstrar qual de nós tem mais força, inteligência ou mais poder."

 

O barqueiro apeteceu-lhe pegar nestas palavras de Pedro Costa e aplicá-las especificamente à "Nata" que circula em Ponte da Barca. Nessa "nata" incluem-se aqueles que constantemente impõe o seu título de doutor e/ ou o seu estatuto, e estão também muitos senhores que não possuem formação superior, mas que são portadores de uma qualquer "graça" que lhes permite tentar convencer os outros que são portadores da verdade ou do poder. O barqueiro não vai com certeza revelar nomes. Apenas pode dar pistas, apesar de muitos não precisarem delas. Ao barqueiro apeteceu-lhe falar do clube Rotary de Ponte da Barca. Foram os escolhidos apenas por recentemente serem notícia, pelo seu novo presidente. Devido a isto avivou-lhe a memória. Mas não se ralem, pois muitos dos membros desta "nata" podem até não pertencer a este clube. São aqui referidos apenas a título de exemplo. O Rotary tem como propósito da sua existência causas nobres, em que os seus membros, com a suposta estabilidade social e económica que possuem, desenvolvem actividades no campo da solidariedade social, ou noutras áreas, como a premiação do mérito de alguém. Basicamente será assim que o barqueiro e o comum cidadão o poderá definir. No nosso concelho em particular, é neste clube que se podem encontrar alguns do melhores exemplares do que é pertencer à "nata". Encontramos gente ligada à política, que basicamente a usam para o que o comum político português pretende; encontramos gente que é ou já foi portador de um cargo profissional que lhe deu o estatuto de ser o portador da verdade e do poder perante o povo; encontramos uma estirpe de empresários designada de lobbies (para quem não sabe, aqueles empresários que não se sabe onde termina a sua acitividade económica e onde começa o seu envolvimento na política); encontramos a religião Católica à mistura, como não pode faltar numa boa receita à portuguesa; e encontramos ainda muitos à procura de afirmação, não se sabe bem em quê, que o que sabem com toda a certeza é que querem pertencer, perante os olhos dos barquenses,  à "Nata". Não intrepretem mal o barqueiro: o Rotary club não é tudo isto, o que é tudo isto são membros do tal clube, que não quer dizer que sejam todos (apesar de serem, no final de contas, bastantes).

Fora deste clube existem muitos mais. Existem os lobbies clássicos, empresários que vêm (ou quase) desde os tempo da "velha senhora", que têm uma grande quota de responsabilidade da actual situação de fraco progresso do concelho de Ponte da Barca; Existem velhos detentores ou ex-detentores de cargos públicos, do tempo em que no Portugal recondito ser detentor de tal cargo implicava automaticamente, mais do que respeito, o medo do cidadão comum, qual práticas inquiritórias; Exite "malta" que almeja entrar directamente na "nata" pela maior porta, a da política (a má política, diga-se).

Fique-se por aqui, até porque já cansa...

É bom saber que ainda existem barquenses, como o exemplo de Pedro Costa, que reflectem sobre o caminho que a sociedade real segue.

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 01:15
link do post | botar farpas (=comentar) | ver comentários (3) | favorito

A "Colmeia" das "Abelhinhas"

A "Colmeia" das "Abelhinhas"

 

Como foi explicado no artigo publicado neste blog "Dossier Autárquicas 2009", todo o material propagandístico deixado pelas "abelhinhas" partidárias neste blog será recambiado para este local. Este não é um blog partidário, é sim um sítio onde se deixam e discutem opiniões, como todos os outros blogues. Mesmo gente que apoia determinada força política será bem-vinda às secções de comentários dos artigos... o que não pode ser é admitida propaganda gratuita e crua...

 

Rejubilem com o repasto que estes partidários oferecem aos barquenses:

 

 

 

De ZITA SE ABRA a 9 de Outubro de 2009 às 16:04, sobre "Dossier Autárquicas 2009 - o extra-large e último!"

 

Viva o Augusto Marinho, o nosso futuro presidente!!!
Adeus Rei Vassalo...
Acabou-se o teu curto e triiste reino....
Só desejo que, antes de ires embora, dês um grande cambalhota nessa eira que mandaste construir em frente da casa cor de rosa...
Já lá malharam tantas pessoas e, assim sendo, acho que é chegada a tua vez de provares a doçura da cama de pderas soltas que mandaste edificar.......
Vai e não voltes mais....

 

 

 


 

 

De cató ze a 9 de Outubro de 2009 às 14:21, sobre "Dossier Autárquicas 2009 - o extra-large e último!"

 

Embrulhai PPD's de m_r_a. Que coça qua o Marinho levou... Infelizmente, e mais uma vez, alguem apostou no cavalo errado..

 

 

 


 

 

 

De Apoiante a 25 de Junho de 2009 às 00:01, sobre " Barquenses votaram Europa... ou não"
 
www.augustomarinho09.org
 
 
 

 

 

De FOGE VASSALO a 6 de Julho de 2009 às 18:54, sobre ""Novo Rumo" com "velhos" A.Marinho e... Cabral de Oliveira"
 
VASSALO PEDE JÁ A REFORMA........... QUE GRANDE DERROTA VAIS SOFRER:...TOCA A TIRAR MAIS FOTOGRAFIAS., POIS O CARNAVAL ESTÁ A CHEGAR AO FIM... CAÍRAM AS MÁSCARAS..... INCOMPETENTES..... QUE VERGONHA DE CÂMARA!!!!

 

 

 


 

 

 

De Jose Esteves Martins a 25 de Julho de 2009 às 23:25, sobre ""Novo Rumo" com "velhos" A.Marinho e... Cabral de Oliveira"
 
A derrota vai ser tão estrondosa que o PSD já nem aparece com o seu candidato... Tenho medo é que o Vassalo ganhe por 5-2...
O PSD no fim das eleições e com a estratégia do Sr. Dr. Cabral de Oliveira e da Rosa Maria, fica pior de que o chapéu dum pobre.
Lá vão ter que regressar os Américos ( que foram abandonados à sua sorte pelo Dr. cabral em 2005 ), o Lopes do Armazém e este lá vai ter que ir buscar o filho do Jaime da Esplanada, para voltar a por o PSD no poder...

 

 

 


 

 

 

De FISCAL 28 a 27 de Julho de 2009 às 01:33, sobre ""Novo Rumo" com "velhos" A.Marinho e... Cabral de Oliveira"
 
Se a Câmara PS levar a mesma Brigada do Reumático, nem uma Flor BOA...LHOSA a salvará....Esta Câmara está moribunda. O Vassalo é pior que o Mindinho do vinho. É preciso correr com esta cambada de lérias, incompetentes, vaidosos, vingativos e semeadores de ilusões.....
VIVA O AUGUSTO MARINHO, O NOSSO FUTURO PRESIDENTE !!!!!!
 
 

 

 

 

De Libelinha a 26 de Junho de 2009 às 13:40, sobre "Política passeando pelas terras barquenses"
 
no bom caminho ! AUGUSTO MARINHO 2009!!
é possível uma mudança para a Barca!

 

 

 


 

(Em resposta ao anterior comentário)

 

De Augusto Marinho a 27 de Julho de 2009 às 18:00, sobre "Política passeando pelas terras barquenses"
 
Augusto marinho para onde? voces andam todos malucos, um penedo desses a presidente de que? nem duma associação de amigos das arvores PFF , abram os olhos seu burros incompetentes, cabral na lista? esse ladrao ??? e os processos que tem por meter dinheiro do povo da barca ao bolso??? e o gastao que deixou a barca na MERDA ninguem se lembra??? agora falta o segundo, quem sera o segundo da lista? nao me digam que é o deficiente do Naldinho , sera ? tony bouças? nao , nao acredito que cheguem a mais asneiras...
pensem suas cambadas de otarios , claro que incluindo o burro que aqui escreve constantemente.

 

 

 


 

 

 

De Lourenço ( das Arábias) a 18 de Junho de 2009 às 23:59, sobre "Bitaitadas frescas"
 
ATÉ PARECE QUE ESTE BLOGUEIRO FOI COMPRADO PELOS IRRESPONSÁVEIS DA CÂMARA....
PROMETE, GABA-SE, MAS NÃO CUMPRE.
DEVE ANDAR LIXADO POR O PS TER PERDIDO AS EUROPEIAS EM PONTE DA BARCA..
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

ATÉ PARECE QUE ESTE BLOGUEIRO FOI COMPRADO PELOS IRRESPONSÁVEIS DA CÂMARA.... <BR>PROMETE, GABA-SE, MAS NÃO CUMPRE. <BR>DEVE ANDAR LIXADO POR O PS TER PERDIDO AS EUROPEIAS EM PONTE DA BARCA.. <BR class=incorrect name="incorrect" <a>IGUALMETE</A> , O CUSSALO ABREU, GUARDA COSTAS E ABANADOR DO SÓCRATES, ANDA COM UMAS TROMBAS QUE INDICIAM UMA GRANDE BANHADA NAS AUTÁRQUICAS. <BR>VAI LEVAR UMA CAPILOTA ... KKKKKKKKKKKKK ... <BR>ESTÁ-SE MESMO A VER NÃO ESTÁ-SE..... <BR>REFORMA-TE INCOMPETENTE, NEM PRA COBRAR IMPOSTOS SERVES.... <BR class=incorrect name="incorrect" <a>kkkkkkkkkkkkkkk</A>

 

 

 

 


 

 

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 00:00
link do post | botar farpas (=comentar) | ver comentários (6) | favorito

Domingo, 24 de Maio de 2009
De Ponte da Barca a Lisboa, e mais além!

De Ponte da Barca a Lisboa, e mais além!

 

 

É sabido que Vassalo Abreu passa muito do seu tempo a se dirigir a Sócrates e ao seu Governo. Ou pelo menos é aquilo que foi apregoado aquando da vitória das últimas eleições. A sua alegada “relação próxima” com o poder central e os seus representantes deixa adivinhar por isso “frenéticas” deslocações à capital do país de forma regular. Aliás, os montantes envolvidos em certas obras que estão a ser feitas e outras ainda prometidas deixa campo à especulação acerca da relação com esse poder central, que deve ser estreitíssima, a ponto de talvez se tomarem decisões em estados de menor sobriedade, pelo menos de pensamento.

E assim o barqueiro está a chegar à deixa pretendida: vinho, esse alterador de sobriedade! Rezam as crónicas recentes que José Sócrates e Vital Moreira foram a Melgaço, “obrigando” Vassalo Abreu a inverter o sentido das deslocações, de sul, para norte. Por lá andavam também sindicalistas, cuja relação com o PS se tinha incendiado há pouco tempo devido a agressões a Vital Moreira. O destino é cruel, e estava traçado para que Ponte da Barca após ser capa nacional com o ruir da ponte medieval, fosse desta vez capa devido ao seu presidente se deslocar a Melgaço para se tornar “guarda-costas” de Sócrates. Vital e Sócrates pareceu que nada viram. Mas Vassalo Abreu foi dos únicos presentes que diz ter visto um sindicalista, Adão Mendes, a atirar um copo de vinho para a comitiva socialista. E era de “branco” e tudo! O barqueiro até especula se não seria alvarinho, mas não se atreve a entrar em discussão no ramo dos vinhos! Foi a cultura de “tasca” que mais uma vez fez notícia nacional com o nome de Ponte da Barca…

 

 

 Notícia no Telejornal da RTP:

http://tv1.rtp.pt/noticias/?t=Arremesso-de-copo-de-vinho-abre-nova-frente-de-batalha.rtp&article=217407&visual=3&layout=20&tm=9

 

Entretanto as notícias a nível regional estão ao nível do caminho de Granhão, em Paço Vedro de Magalhães, em que segundo declarações de Vassalo à imprensa, “é mais uma promessa eleitoral que está a ser cumprida” (o “orgulho” das obras, como o Bloco de Esquerda já disse). Está ao nível de uma aquisição pela câmara do terreno de um Parque de Merendas da Ecovia em Bravães, quando a câmara já tinha lá construído o parque há cerca de 2 anos. Está ao nível da aprovação do projecto de execução do Polidesportivo de Lavradas, com mais uns milhares, a juntar a milhões de euros, destinados à freguesia de um presidente de junta “guloso” nos reivindicações que faz, com um executivo “sedento” dos votos da direita.

 

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 00:35
link do post | botar farpas (=comentar) | ver comentários (5) | favorito

Sábado, 25 de Abril de 2009
A Páscoa da Paixão de Cristo

A Páscoa da Paixão de Cristo

 

Longe de querer "monopolizar" o conhecimento da Páscoa segundo as crenças cristãs, que festeja a ressurreição de Jesus, o barqueiro quer relembrar que se trata de uma data festejada antes sequer do nascimento de Jesus. Refira-se em concreto a Páscoa dos judeus, que festeja, e festejava ainda antes de Jesus Cristo, a libertação e fuga do povo judeu escravizado no Egipto. Lendas à parte (já que a consistência de tais acontecimentos está longe de ser sólida, baseando-se em escrituras com carência de algumas evidências historicamente fiáveis), na freguesia de Bravães realiza-se anualmente a recriação da lenda cristã da morte de Jesus Cristo na Cruz, pelos romanos.

Pela Associação Cultural e Desportiva "Os Canários" de Bravães, com encenação do escritor da terra, Jaime Ferreri, a representação contou com a participação de 37 actores e 25 figurantes, provenientes da própria freguesia. A representação estava prevista para o dia 9 de Abril, na referida freguesia, junto do Mosteiro. Por motivos meteorológicos não foi possível a representação da peça em Bravães. Apesar de tudo fica a nota de excelente receptividade à representação feita cerca de 1 semana antes em Ponte de Lima, vila propícia à presença em grande força do turismo, que infelizmente em Ponte da Barca se nota a falta.

Nota positiva para este evento cultural, que todos os anos põe o nome de Ponte da Barca nos roteiros turísticos.

 

 

Mas, como diria o "beato" Artur Alvarães, o barqueiro tem que dar a "Habitual Pincelada". Este ano a "Mui Dolorosa Paixão" contou com entrevistas a intervenientes nesta representação. Jaime Ferreri, figura habituada ao mediatismo concelhio, devida às suas qualidades como escritor, sustentado por correntes de poder político favoráveis (que por exemplo escritores como Sousa Meira não têm), deu entrevistas que incluíram jornais a nível nacional. Mais uma demonstração da importância do evento. Também actores deram os seus testemunhos, como Pedro Silva, que com sacrifício pessoal, segundo a entrevista dada ao "O Povo da Barca", já teve que representar mais que um papel. "Sacrifício pessoal" esse que segundo declarações suas terá sido atenuado pela participação no teatro de entidades ditas de "motivadoras" como a de Jaime Ferreri (como sabem os títulos de "Dr." e derivados caem neste blog), a associação atrás referida ou a junta de freguesia de Bravães. Enfim, por de trás de figuras mediáticas e de organizações passam-se sempre estranhos "jogos de bastidores" que assombram os passados e ameaçam os futuros... O barqueiro espera que não seja este o caso, para que este evento possa todos os anos pelo menos incluir o nome de Ponte da Barca nas actividades nacionais de interesse turístico.

 

 

   


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 01:57
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2009
Magalhães a ferver!

Magalhães a ferver!

 

O que é que se tem passado nesta freguesia do concelho? Para os mais atentos à imprensa, nomeadamente ao "Notícias da Barca", temos assistido a uma troca de "ideias" bastante característica de certos artigos que vão surgindo de vez em quando pelos nossos jornais. A julgar por este último caso, o ano de 2009 começou bem, elevando-se o padrão da javardice de imprensa para fasquias bem altas para o ano que começa!

Tudo começa na edição de 10 de Janeiro, em que "um habitante" escreveu aquilo que achava que se passava na freguesia em termos religio - politicos. Com a mesma postura que a do barqueiro, este habitante que não assina o que escreve, tudo porque se meteu com política e religião. Metendo-se com as duas formas maiores de poder das nossas terras, o habitante opinou acerca de membros do poder de Magalhães. São eles o presidente de junta e o vice-presidente, que para além de políticos foram também festeiros de S.Sebastião. "Qualquer semelhança com um partido político não é pura coincidência", assim interpretou o tal autor. Após esta denúncia de "coincidências", focou-se em revelar uma situação de alegada discriminação no que o acesso ao abastecimento de água diz respeito. "Seita", é a classificação dada aos políticos visados. E o barqueiro conclui: possivelmente mais uma das típicas discriminações político-rurais, em que a pequenez dos meios sociais torna possível o surgimento destas situações um pouco por todo o concelho...

Qual é o espanto, ou talvez não haja espanto nenhum, em que na edição de 24 de Janeiro do mesmo jornal surge uma pequena nota despercebida, no fundo de uma página, com o título "Magalhães", onde o assunto discutido nesse artigo nem sequer é perceptível ao leitor. Só após o elevado nível de javardice explanado em poucas linhas, é que nos damos conta, se nos lembrarmos da edição antiga, que esta é uma resposta de alguém com elevados conhecimentos nessa tão característica área da javardice. Assina-se também como habitante e disse coisas como "Reconheço que o senhor poeta tenha andado muito sentido." e "Nunca tires satisfações, porque tirar satisfações é tirar cagal...". Se esta não foi uma resposta pessoal de um dos visados do poder da freguesia, então a pessoa que a escreveu não os terá beneficiado em nada... bem pelo contrário...

Se leu este artigo, então perdeu minutos preciosos da sua vida, porque lê-lo, talvez seja comparável a ler "cagal...".

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 01:22
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Domingo, 2 de Novembro de 2008
Uma oposição de bitaites

Um PSD de Bitaites, um PS de Obras...

 

Onde está a oposição política em Ponte da Barca? Onde anda esse anunciado "novo" PSD do velho Cabral de Oliveira? O barqueiro e uns mais barquenses já a viram... é certo. Mas o fulgor inicial com que a comissão política de Cabral de Oliveira se apresentou há já algum tempo que se esvaneceu...

Não é que esse fulgor não tenha sido surpreendente... Sobre isso este blog já se expressou o suficiente: esse fulgor não foi mais do que uma proposta anunciada como "inovadora" para o concelho, mas com muitas "caras velhas", que se baseou no ataque ao que este PS tem feito em comparação com os anteriores executivos do PSD. Foi aí que este PSD depressa acabou com o factor surpresa nos eleitores barquenses: criticar o PS tudo bem, mas comparar com um modelo de governação PSD que já tardiamente foi chumbado pelos barquenses?! Bem, ... entre o que até agora se conhece dos 2 partidos... "venha o Diabo e escolha!". Veremos como o actual executivo joga com o velho trunfo político "obras públicas em véspera de eleições"...

Acabado o anúncio de um "novo rumo" para a Barca, essa oposição tem limitado a sua actividade a "bitaites jornalísticos". A cada número dos jornais barquenses lá vem um artigo de crítica escrito por alguém do partido... O que se tem tornado numa monotonia que faz esquecer os barquenses que estamos à porta de ano de eleições, e de que, mais importante que isso, se existe, qual as alternativas políticas disponíveis para Ponte da Barca.

 

Há umas semanas atrás o "bitaite" acerca da manobra de campanha rosa da distribuição dos já "míticos" Magalhães pelas escolas...

 

Depois veio a visão de, lia-se no título do artigo, "(...) um deputado municipal sobre as obras na vila". Falava da destruição de empedrados medievais de seixos rolados, como em frente ao Palacete de Sto António do Buraquinho. Um atentado ao património histórico local, mas que o próprio partido que ele representa também já praticou nos seus executivos: quem não se lembra das obras onde se levantaram as pedras de um caminho romano junto à Rua Trás do Forno para colocar tampas de saneamento?! E assim se escreveu um artigo em que a humildade de identificação do autor presente no título foi substituída pela atitude típica de um "varão político" na assinatura do mesmo: "Augusto Cezar de Magalhães Sant'Ana (Prof. Doutor)".

 

Mais recentemente lá vinham outra vez: "Câmara manda GNR para longe". É certo que desta vez têm crítica construtiva ao terem a alternativa de fazer esse mesmo quartel no actual Quartel de Bombeiros, de modo que as forças de segurança ficassem no centro da vila...

 

É necessário mais do que "quase insultos", como já vimos quando reapareceu Cabral de Oliveira, e como certamente voltará a acontecer, e é necessário mais do que queixas daquilo que é feito pela câmara actual... E já agora também se passa sem as comparações com os anteriores executivos... é que só é útil para ver qual o mais "fraquinho"...

Quanto ao PS, não tem feito mais do que tradicionalmente e infelizmente compete a quem está no poder político: mostrar obras quando as eleições estão à porta... nem que sejam apenas máquinas a mexer!

Ponte da Barca necessita de "um novo rumo", como já foi dito por esta nova "velha" Comissão política laranja. Algum dos políticos da terra pode fazer o favor de demonstrar qual o novo rumo tão ambicionado?

 

 

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 02:04
link do post | botar farpas (=comentar) | ver comentários (1) | favorito

barqueiro
pesquisar
 
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


barcalhoadas recentes

Saga "Palhaçadas" continu...

Terminou o forrobodó! Mai...

Dossier Autárquicas 2009 ...

Novela de Verão: "Meu S.B...

Dossier Autárquicas 2009

Vassalo "Summer Sessions"

A "Nata" Barquense

A "Colmeia" das "Abelhinh...

De Ponte da Barca a Lisbo...

A Páscoa da Paixão de Cri...

Magalhães a ferver!

Uma oposição de bitaites

Política à mesa: aperitiv...

Importante personalidade ...

Dá-me o poleiro já!

“Mesmo mesmo animal só co...

Os Mandamentos do BE (que...

A Guerra dos Politiqueiro...

José Pontes vs Cabral de ...

Espírito Natalício invade...

Natal: época de intercâmb...

O regresso de "mestre" Ca...

Isabel Pedro e o massacre...

Rosa Arezes "desabafa"

Político no desemprego? I...

Político no desemprego?

Os políticos também podem...

Festas S. Bartolomeu 2007

Visões políticas contrast...

Vassalo Abreu vs Francisc...

todas as barcalhoadas já assistidas

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

subscrever feeds