Sábado, 26 de Dezembro de 2009
Menino Jesus vs Pai Natal

Menino Jesus vs Pai Natal

 

O Pai Natal há muito que não recebia tanta "luta" por parte do Menino Jesus. Recentemente temos visto a tentativa de invasão das fachadas das habitações pelos denominados "estandartes" com o Menino Jesus. Na imprensa temos tido a oportunidade de ver ou ler membros da Igreja alertando a população para os verdadeiros valores de Natal que se estão a perder, o que de facto é verdade... não fosse o facto de também puxarem a "brasa à sua sardinha" quando acusam, de certa forma, o Pai Natal de tirar protagonismo simbólico e histórico ao Menino Jesus. É que o Pai Natal hoje é muito mais rentável à actividade económica do Natal, disso ninguém tem dúvidas... mas também é o Pai Natal que enche de sonhos, fantasia e alegria as crianças, e até os adultos quando se lembram desses tempos de menino. A opinião do barqueiro é que cada uma das personagens tem o seu "canto", não precisam que andem às turras por cada um deles: o Menino Jesus está no presépio, e por isso o seu valor histórico, pois é por causa desse facto misto de histórico com religioso que existe o Natal; o Pai Natal permite às crianças sonhar com um homem que cultiva o carinho e a paz, presenteando as crianças quando na noite de Natal desce pelas chaminés.

E já agora ficam aqui um pouco das verdadeiras bases históricas da festividade do Natal e do Pai Natal.

 

 

 

 

 

Depois de um parágrafo tão comovente, ficam as imagens de como as coisas, apesar de correrem bem ao Pai Natal, não correram assim tão bem ao clero. O resultado foi um cardeal com fractura e um Papa talvez esmurrado: a demonstrar como a osteoporose é um problema nas idades destes profissionais.

 

 

 

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 20:20
link do post | botar farpas (=comentar) | ver comentários (7) | favorito

Domingo, 6 de Dezembro de 2009
"Pai" Barqueiro e os presentes de Natal

"Pai" Barqueiro e os presentes de Natal

 

Para todos os que sentiram falta do barqueiro,... e também para todos os que esperavam que o blog acabasse, ou simplesmente nem sabiam que o blog existia, o "Nada sobre a Barca" irá regressar com artigos fresquinhos bem próximo do Natal. É a prenda possível para todos os tipos de leitores/ internautas atrás citados...

 

 "Presente" de Natal

 

 

 

Passadas estas férias, o blog irá regressar com a linha de comentário habitual, e (espera-se) com imagem mais rejuvenescida, com baterias recarregadas. O Natal não irá trazer apenas presentes e caridade cristã, ira também trazer o "Pai" Barqueiro.

E já agora, fica apenas mais uma reflexão deste blog, em tempo de férias: nada melhor do que uma pausa de um blog com um componente de opinião política local após as Autárquicas, até porque a seguir a este tipo de actos eleitorais assistimos todos a muita "badalhoquice"... basta ver alguns comentários neste blog e pelas esquinas de Ponte da Barca... umas semanas de paragem opinativa sempre dão jeito para se limpar as nossas mentes compurscadas por esses tipos de fenómenos pós-eleitorais...

 

 

Até lá!

 

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 00:09
link do post | botar farpas (=comentar) | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2009
Época de c(h)eias...

Época de c(h)eias...

 

Os "comes e bebes"  têm um dos seus períodos áureos nesta época que agora acabou. É o Natal e os Reis que se juntam e que cativam toda a malta, inclusive os políticos, que não podem faltar. É um paradigma da política: os políticos, para de alguma forma "pescar" popularidade, da qual se "alimentam", mostram estar próximos das pessoas, de alguma forma dar-lhes alguma coisa, nem que seja apenas simpatia... mas de facto quem está a dar são as pessoas... e a receber são os políticos... comida! Ou seja, estão a receber duas vezes!...

Após esta complexa análise sociológica, falemos sobre estas c(h)eias, que deixam cheias as barrigas de quem delas usufrui. Tudo começou pelas ceias de Natal. José Pontes lá estava a representar a Câmara numa ceia do Rancho Folclórico de Entre Ambos-os-Rios, provavelmente só a título de exemplo.

O expoente máximo destes eventos dá-se na época de Reis. Mais uma vez realizou-se a Ceia de Lindoso. E quem lá estava mais uma vez? O deputado Jorge Fão, um habitué deste jantares. Quem não se lembra das anteriores edições destas ceias, inclusive neste blog?! Para além de cá vir todos os anos comer, parece fazer algo de útil: foi mais um dos que esteve envolvido (ou querem envolver) na obtenção da grande obra que é a Ponte de Lavradas. O presidente de câmara, Vassalo Abreu, lá estava, indo até à cozinha, talvez para dar apoio moral às cozinheiras, de quem o sucesso de evento mais dependia.

 

 

 

Aproveitando a época de "vacas gordas" gastronómicas, o deputado Jorge Fão esteve presente também na Ceia de Natal do PS. Mas não foi, nem de perto nem de longe a figura do convívio socialista. As maiores figuras presentes nesta sessão de abastecimento de "depósitos gastronómicos", como José Pontes disse numa mítica assembleia municipal, foram Vassalo Abreu, Adolfo Ferreira, o presidente da comissão política, e José Pedro Amaral, líder da ex-pseudo e agora real JS. Sob o lema "Nunca se fez tanto em tão pouco tempo!!!", falou-se da "novidades", como o anúncio de recandidatura por Vassalo Abreu, das obras que foram e estão a ser feitas por este executivo PS, tendo como termo de comparação o pouco trabalho feito pelo PSD ao longo de anos, e falou-se dos projectos, esses ainda mais que as obras em execução. José Pedro Amaral aproveitou mais uma vez para mandar umas farpas à oposição, sendo que desta vez, farpas em versão oficial, têm outro encanto.

 

 

 

Será que isto de fazer muito em pouco tempo de facto convenceu os presentes, e mais do que isso, todos os barquenses? Isso veremos nas autárquicas deste ano. Uma coisa é mais do que certa: o PS já começou a fazer pela vida, e este comício espelha exactamente isso!

Se por um lado muitos acham que as obras que estão a ser feitas são muitas e boas, existirão sempre outros que não são suficientes para merecer uma vitória. Por outro lado este executivo pode merecer do benefício de se pensar que apenas um mandato é pouco para se por os planos em prática. Por outro lado ainda, este executivo pode também beneficiar do fraquíssimo termo de comparação que tem, que são os anteriores executivos do PSD, que governaram durante bem mais tempo que o PS no concelho, e pode-se dizer que praticamente nada fizeram para desenvolver o concelho, quando se pensa em todos esses anos. Tendo um termo de comparação tão fraco, não será difícil demonstrar que pelo menos se fez mais que o PSD, tendo em conta o curto tempo do PS no poder! Numa outra perspectiva, o actual executivo PS já fez "borrada" que chegue para tão pouco tempo. O barqueiro vai apenas exemplificar: o urbanismo continua a mesma "bosta", em relação aos anteriores executivos, e os jogos de interesses basicamente dão seguimento à mesma escola, como é o caso da pseudo-aliança PS-PP, que permite (talvez) arrecadar mais votos, e mais do que isso, entregar a senhores como José Manuel Amorim e seus "amigos da Barca" poderes sobre futuras instituições sociais que estão a nascer em Ponte da Barca.

Como se pode ver, a ponderação de voto é complexa de se fazer, apesar de estes pontos serem apenas uns de entre muitos! Além disso o processo de campanha 2009 só ainda agora começou, apesar de não oficial, e pelo PS. Virão os outros partidos, e sobretudo o PSD, que apesar de ter exercido uma oposição de qualidade duvidosa durante estes anos, irá com certeza discutir até à última o "poleiro mais desejado". Ainda muito folclore está para vir!...

 

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 01:40
link do post | botar farpas (=comentar) | ver comentários (3) | favorito

Domingo, 7 de Dezembro de 2008
Pai Vassalo, este Natal quero...

Pai Barqueiro, este Natal quero...

 

No dia 6 de Outubro realizou-se mais uma "Quinta na Barca". Se na passada sessão, aqui comentada, os políticos compareceram em massa a estas "aulas", desta vez não fugiram à regra. Se na passada sessão chumbaram no momento da aferição dos conhecimentos que deviam ter adquirido, desta vez também não fugiram à regra.

Como bons portugueses que todos nós somos, a pedir estradas somos dos melhores! No que toca a estradas municipais e pavimentação de caminhos nas freguesias, Ponte da Barca também nunca ficou mal. Pois subamos a fasquia: peça-se uma melhor estrada para ligar Monção - Ponte da Barca - Braga. Desta vez foi José Pontes a pedir, assim como poderia ter sido alguém da oposição. Relembre-se que que estas duas partes políticas chegaram, há não muito tempo, a pedir algo do género "via rápida", como disseram.O barqueiro só queria lembrar que há anos atrás se construiu uma auto-estrada, a A3, a ligar Valença - Ponte de Lima - Braga. Já que estes pedidos ao poder central não têm passado de infelizes ideias sem resposta, o barqueiro irá envergar a pele de Pai Barqueiro, e oferecer a estes políticos algo melhor do que uma descontextualizada estrada Monção - Ponte da Barca - Braga, para melhor brincarem com os seus "popós":

 

 

O menino Santana Magalhães, numa das suas intervenções na sessão, "registou o tempo perdido na estação de autocarros de Vila Verde, e contrapôs a diminuição de carreiras para Braga, com o aumento das que se dirigem a Viana e a Porto.". Mais ligações a centros urbanos e menos carreiras parece ser finalmente algo de sensato dito por um político, e em particular por esta figura. Desta forma, devido ao "bom comportamento", e tendo em conta a sua experiência nas carreiras, quando diz que se perde muito tempo na "estação de autocarros de Vila Verde", o Pai Barqueiro envia-lhe directamente uma passe dos transportes "Salvador":

 

 

Contudo, o Pai Barqueiro pode ser bonzinho, mas não ao ponto de ceder aos pedidos de meninos rabugentos com pedidos demasiado excêntricos para ser feitos em "tempos de vacas magríssimas". A Lino Ventura só um Pai Natal poderá responder: Pai Vassalo. Foi o presidente da câmara que se quis fazer de Pai Vassalo para o presidente da junta de Lavradas nas eleições autárquicas, prometendo-lhe coisas que nenhum "menino" nas suas condições sonha. Agora que seja ele a o satisfazer.

 

 Lista de Presentes para Lavradas:

  • Fossas Sumidoras;
  • Ecopontos;
  • Pavimentar Caminhos Municipais;
  • Sinalética dos Lugares;
  • Grelhas de esquamento de águas;
  • Pavilhão Polidesportivo Coberto;
  • Arranjo Urbanístico do Campo da Desfolhada Minhota;
  • Mais iluminação pública;
  • Caminhos Agícolas;
  • Melhoramento de Sistemas de Regadio Agrícola;
  • Caminhos Florestais;
  • Apoiar actividades de projecção nacional!, como é a Desfolhada Minhota;
  • Construção de Parque Industrial de Lestriz;
  • Contrução de ponte sobre o rio Lima para ligar ao IC28;

NOTA: é referido na imprensa "(...) não pretende ser exaustivo."!

 

 

 

Tendo em conta aquilo que Lino Ventura pede, não seria difícil imaginar Lavradas como a sede de concelho daqui a 10/ 20 anos. Sendo ele o mais "pedinchas" dos presidentes de junta, pede por sua vez e pela vez de todos os outros 24 presidentes.


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 01:43
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Segunda-feira, 31 de Dezembro de 2007
Assim terminou o ano em Ponte da Barca
Assim terminou o ano em Ponte da Barca

Os últimos dias do ano é uma altura em que nas pessoas reina o espírito natalício e a ternura de um ano passado. Deseja-se o melhor para o ano que vem, e isso ouve-se sempre dizer que é paz, saúde, amor e coisas que não fogem muito dessa linha. Vejamos então como vai o espírito dos barquenses que marcam durante todo o ano as páginas dos nossos 2 jornais concelhios.

Comecemos a "viagem" por mais algumas notícias novas que surgiram acerca do Orçamento Municipal para 2008. Após as últimas lançadas no "Notícias da Barca", e aqui comentadas em "Espírito Natalício Invade assembleia Municipal (http://nadasobreabarca.blogs.sapo.pt/39968.html)", surgem agora entrevistas no "O Povo da Barca". Numa abrangente entrevista a figuras dos partidos concelhios, ficámos a saber que para Miguel Pontes (PS) tudo está bem neste orçamento (como não poderia estar!), mas da sua entrevista mais nada se pode tirar. Para Arnaldo Pereira (CDU), "não existem inovações relativamente aos anteriores", apresentando a transcrição do seu discurso em Assembleia com as áreas que deveriam ser prioritárias na política concelhia. Mas o melhor vem do PSD e do BE. Do PSD, Claudino Amorim, figura que despertou para a imprensa regional já muito no fim deste ano, diz que "São tantos os aspectos negativos que nos custa encontrar aspectos positivos", enumerando críticas atrás de críticas, sendo um orçamento "enganador". Ficou por responder a questão de "quais os aspectos positivos", e quanto a soluções e alternativas, zero. O BE, por David Sequeira, apresentou um texto organizado, onde apresenta as críticas, alternativas para esses aspectos negativos, e ainda não lhe custa apontar aspectos positivos do orçamento, que apesar de tudo, também terão que haver. Resultado: o BE, o partido "formiga", acaba o ano, pelo menos na imprensa, à frente do maior partido da oposição, o PSD, que deveria apresentar-se como verdadeira alternativa ao poder actual! Isso dá para rir, mas na verdade é algo preocupante, na medida em que transparece incompetência da oposição que pretende o "poleiro" actual do PS.



Dando uma vista de olhos, desta vez, pelas mensagens de Natal, encontrámos mensagens de Natal dos Presidentes de Junta em geral, uma aqui outra acolá, salpicando as páginas dos jornais da primeira à última página.

Quanto ao Rotary Club, continua a "saga" contra os distúrbios oftamológicos proporcionada pelo presidente e empresário do ramo das ópticas, Victor Dias.

Este ano termina também com uma das melhores análises que Arnaldo de Sousa já fez. Vem questionar-se, como qualquer barquense terá que fazer, se há alguma "linha de coerência" entre a decisão da Câmara Municipal de prescindir da aplicação de 800 mil euros no que seria o Parque Empresarial de S.João/ Salvador por falta de "vocação" da localização, e agora proceder à venda de lotes para a instalação de empresas no mesmo local.

Como já é costume, tivemos ainda as mensagens de Natal do Presidente de Câmara, Vassalo Abreu, do Presidente da Assembleia Municipal Paulo Pimenta e a mensagem conjunta dos vereadores da oposição Olinda Barbosa, António Rodrigues e Lino Freitas.

Tocando, como não poderia deixar de ser, no "clero" barquense, assistimos ao culminar de um ano cheio e envolvimento religião - política, com o Padre Júlio a aparecer no mesmo jornal em duas fotos junto com a "nata política" de Ponte da Barca.



Acabámos esta "maratona" de fim de ano com a boa notícia (ou não) de que na época Natalícia não houve gente, ou melhor, mortos, para se elaborarem as colunas de "Falecimentos" do concelho nos 2 jornais concelhios.

Boas entradas para todos!!!


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 01:08
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

O Regresso das Bençãos das Carrinhas
Nossa Senhora lhes dê a mão, e juízo também!
O Regresso das Bênçãos das Carrinhas, em Bravães


Foi na freguesia de Bravães que se deu o regresso da bênção das carrinhas. Já há muito que não se assistia a cerimónias destas. Tais bênçãos, proporcionaram memoráveis episódios neste blog das rubricas das "Bênçãos das Carrinhas".  Se assistiu aos primeiros tempos deste blog já se deve recordar (afinal os últimos episódios só foram há 5 meses). Se não assistiu a esses episódios deste insignificante blog, pode sempre ir aos links no fim deste artigo.

Curiosamente, o último episódio registado neste blog deste fenómeno de bênçãos tinha ocorrido na freguesia vizinha de Lavradas a 22 de Junho. A freguesia vizinha de Bravães não se ficou atrás, e no passado dia 13 de Dezembro teve não só direito a uma carrinha, sempre útil para as freguesias do concelho, como, ainda mais importante, a uma "Bênção de Carrinha". O acontecimento ocorreu integrado nos festejos natalícios da escola do 1º ciclo, contribuindo, como todas as bênçãos de carrinhas, para a alegria das pessoas presentes, e neste caso, também de todas as crianças presentes. Contudo, nem tudo é um mar de rosas em Bravães, nem mesmo com esta bênção. Segundo o que se poderá entender pela imprensa regional, Bravães é uma freguesia muito necessitada de apoios e condições, podendo estar a afectar as suas gentes no domínio social. Isto porque, segundo o "Notícias da Barca", Alberto Cerqueira, o presidente de junta da freguesia, disse que "o Pai Natal finalmente ouviu a nossa vontade expressa desde há muitos anos". Acrescente-se ainda o facto do almoço da festa da dita escola ter sido "presenteado pelos pais dos alunos, onde todos contribuíram com algo de comer e beber para o almoço". Para além de toda a mística envolvente a uma cerimónia como uma bênção de carrinha, em que se envolve política com religião, e desta vez educação, há, portanto, que alertar o presidente de Câmara. Poder-se-á pedir a Vassalo Abreu, que em vez de mostrar querer ajudar o padre na cerimónia (como parece na foto), que retire trabalho ao Pai Natal em satisfazer os desejos dos presidentes de junta, e que dê mais de "comer e beber" às suas gentes.


Falando com mais seriedade, o presidente de Câmara tem-se portado bem em equipar as freguesias com estas carrinhas, mas neste caso quem se portou mal foi o presidente de junta de Bravães ao confundi-lo com o Pai Natal. Mais uma vez vêm ao de cima semelhanças entre freguesias vizinhas, pois o presidente de junta de Lavradas também já fez o mesmo na Assembleia Municipal em "Espírito Natalício invade Assembleia Municipal (http://nadasobreabarca.blogs.sapo.pt/39968.html)".

 

 

http://nadasobreabarca.blogs.sapo.pt/20850.html

http://nadasobreabarca.blogs.sapo.pt/20278.html

http://nadasobreabarca.blogs.sapo.pt/13830.html

http://nadasobreabarca.blogs.sapo.pt/4295.html

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 01:04
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

barqueiro
pesquisar
 
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


barcalhoadas recentes

Menino Jesus vs Pai Natal

"Pai" Barqueiro e os pres...

Época de c(h)eias...

Pai Vassalo, este Natal q...

Assim terminou o ano em P...

O Regresso das Bençãos da...

Espírito Natalício invade...

Natal: época de intercâmb...

todas as barcalhoadas já assistidas

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

Visitas
Vídeo do mês: Política para Totós
subscrever feeds