Segunda-feira, 11 de Junho de 2007
Meninos da JSD estranham situação político-social

Meninos da JSD estranham situação político-social actual

Como tem sido hábito os meninos da JSD de Ponte da Barca têm-se preocupado com a situação política e social do país e do concelho. Organizam palestras e tertúlias, escrevem para o jornal e têm um blog. Até aqui tudo bem. Fazem tudo aquilo que cidadãos interessados pelo bem comum deveriam fazer. Ora, como já lá diz o barquense, "a porca torce o rabo" quando se trata da acção específica destes jovens talentosos da JSD concelhia, também já comentados e recomentados por este blog (vejam o que está para trás).

O barqueiro, habituando os seus leitores a reacções extremas, ou muito boas ou muito más, que nesta última são com certeza a maioria, faz uma análise simples, em 4 pontos, destes jovens barquenses que passam a imagem de uma geração diferente, activa no que concerne à situação do país e do concelho. Não se trata de um ataque pessoal, nada disso. Tratam-se de verdades que também têm que ser conhecidas, para permitirem a visualização de mais um ângulo, pouco explorado, da actividade desta organização política.

Uma das maiores expressões jornalísticas do próprio presidente da JSD foi no último Notícias da Barca, com o título "Medos, Queixumes, Ressentimentos e Invejas...". O título prometia um bom artigo de reflexão pública, o seu conteúdo é maioritariamente verdadeiro e pertinente, o contexto político em que se encontra é o que o torna duvidoso. O tema de debate é muito bem resumido pelo seguinte excerto do artigo:

"A sociedade portuguesa não perdeu o medo (...). O medo salazarista e o nosso não se inscrevem porque não são conscientes. As pessoas não se sabem inteiramente com medo, ainda que sintam muitas vezes "medos". O medo é uma estratégia para não se inscrever, para não confrontar, não agir, tomar decisões, amar, criar, viver... Medo de arriscar. "A prudência é a lei do bom senso português".

A seguinte análise já poderia ter sido feita, senhor José Alfredo de Oliveira. O artigo apenas a proporcionou no momento adequado.

1. Num contexto geral, o Norte e interior do país e até a sua maioria, possuem convicções maioritariamente de Direita, e para isso basta ver o mapa dos concelhos portugueses. Apesar da esquerda portuguesa também não ser exemplo, esta vantagem que existe incutida na maioria tendeu para que o mapa se apresente de laranja. E porquê essa vantagem? Portugal foi governado muitas décadas pelo célebre e ainda enraizado salazarismo. E o que era? Era fascismo, política de extrema-direita. Será cruel de mais castigar esse regime por incutir o medo nos portugueses, sendo ao mesmo tempo aquele que contribuiu para que políticos deste quadrante político sejam mais "aptos para a eleição"?

2. Porquê castigar tanto a oposição, falando em termos concelhios, se PSD foi como toda a gente sabe o partido dominante, e ainda é, apesar de tudo, no concelho barquense? Não serão também, em conclusão, "farinha do mesmo saco" daqueles que actualmente estão no poleiro. Verdade seja dita: também já era tempo de rodar um bocadinho, para se poder ao menos comparar quem é que será melhor. Ao mesmo tempo rodar fazia falta todos os 4 anos em Ponte da Barca: existem abútres, "lambe-cus", boys and girls e lobbies que enojam da maneira com que se associam a poderes que se consigam manter.

3. Os "medos" de que falam não serão aqueles com que ao fim ao cabo tentam impedir os seus críticos de se manifestarem contra? De que se está a final a falar, perguntar-se-ão? Sem papas na língua, da caricata situação de abordagem ou questionamento do asseado menino e presidente José Oliveira ao também jovem da oposição do PS José Amaral, acerca da sua opinião contrária publicada no jornal acerca do badalado caso da fusão das escolas.

4. Para quê manifestações contra o incutido "medo" salazarista, se afinal no blog da JSD http://jsdpontedabarca.blogspot.com/ os comentários deixados pelos leitores só são positivos, felicitando todas as acções promovidas por tão distintos jovens? É que o problema reside aqui mesmo: só estão presentes os comentários cativantes para a JSD. Comentários menos dignos de tão politiqueiro blog como os deixados por alguns senhores não os conseguirá ver no blog destes jovens, mas eles com certeza que saberão de quem se tratam pois eliminaram, não se sabe ao certo, se muitos se poucos comentários deixados por eles.

Em conclusão, quem mais apregoa a necessidade da mudança de mentalidades, mais são aqueles que afinal mantêm de pé ideologias ligadas a "medos salazaristas". A POLÍTICA ESTÁ ROTA.

E por último o último tópico, sobre o qual muitos dos leitores deste blog já terão pensado:

5. "Medo tem aquele que é um merdas, o autor deste blog!" O autor deste blog não tem medo, pelo simples facto de dar a cara: ele é o barqueiro. Um dia conhecerão pelo menos a sua foto. Já conhecem a sua mente. Estarão sim furiosos por não saber quem é o criador desta personagem barquense. Mas esse tem medo sim, "dos abútres, dos "lambe-cus", dos boys e girls e dos lobbies", e ainda mais dos "bufos", os especialistas da difamação e do tramanso. Tem que se começar por algum lado a quebrar este ciclo vicioso de corrupção, interesses e de mentalidades. O criador apenas sustenta a vida de uma figura que tenta criar a maioria inconformada em Ponte da Barca, já que se com muitos é difícil, então um único estaria condenado ao "apedrejamento público". 


sinto-me: sermão ou bomba-atómica?

talhado por o barqueiro às 01:27
link do post | botar farpas (=comentar) | ver comentários (1) | favorito

barqueiro
pesquisar
 
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


barcalhoadas recentes

Meninos da JSD estranham ...

todas as barcalhoadas já assistidas

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

subscrever feeds