Domingo, 29 de Março de 2009
Instabilidade meteorológica na zona ribeirinha

Instabilidade Meteorológica na zona ribeirinha

 

A ponte está desmoronar-se, o choupal foi cortado… O que virá a seguir? Seca-se o rio Lima?!

 

Após o tristemente caricato episódio do desmoronamento de uma parte da Ponte Medieval, soube-se que a ponte estava sinalizada há uns anos como necessitando de beneficiação. José Pontes, vice-presidente e vereador da protecção civil, veio dizer ao país, porque se tratou de um assunto dessa mesma dimensão, que a ponte iria estar fechada 3 a 4 semanas para a realização das devidas obras da parte desmoronada. O barqueiro avançou que as contas estavam provavelmente erradas, e hoje o resultado está à vista. O que está prometido, pela Estradas de Portugal, é que o projecto de reabilitação de toda a ponte esteja pronto até ao Verão, para que as obras arranquem antes do próximo Inverno. O que é que se há-de dizer? E o que pensar de políticos que, como José Pontes, dizem em plena Assembleia Municipal acerca da ponte que “Não tenho as melhores aptidões para o mergulho”? E isto já não é má-língua… É algo que faz parte de passar ou não a imagem de seriedade na política…

 

 

Ainda que ninguém queira “mergulhar” quando pela ponte passar, a imagem do mergulho devida a uma ponte em “ruínas” não deixa de ser a imagem que Ponte da Barca transparece, no que respeita ao seu nível de desenvolvimento, que não é mais do que estagnado. Infelizmente, a promessa de mudança trazida por uma viragem à esquerda, tendo em conta que a direita governou durante muitos anos, poderá não passar de uma miragem para os que nela acreditaram. E isto “poderá”, porque segundo o Plano Estratégico, recentemente divulgado no “Notícias da Barca”, a maioria dos projectos para o concelho não será concretizado neste mandato, pelo que o apelo ao voto está já a ser feito. Um plano como este é, em verdade, necessário. Mas é concretizável? Não seria melhor definir bem prioridades mais urgentes? Serão todos os projectos financeiramente possíveis e com retorno para o concelho? Parece que estamos condenados à pequenez, e a prova disso é o anúncio da construção de mais um mini-campo de futebol, para além do que já existe… entretanto, a zona desportiva tão almejada e mais necessária onde está?

Mas como nem tudo é mau, há que também saber elogiar… E o destaque do barqueiro vai para a requalificação das estradas EN 101 e 203. Já há muito necessária, a requalificação dessas vias permitirá finalmente ter boas vias de acesso no concelho, principalmente boas vias de entrada na vila. Espera-se assim que os buracos e o mau aspecto dessas vias, para quem vem de visita à nossa vila, por exemplo, acabem.

 

Regressando à zona ribeirinha da vila ponte está entretanto transitável, mas nas tristes figuras em que se encontra. Tem remediado, e os motoristas de veículos de mais de 2,2 m que o digam! Tem sido um divertimento tentar acertar nas placas colocadas sobre a via. Ponte da Barca teria que aprender a viver sem esta passagem sobre o rio Lima, mas parece que ninguém tem vontade de mudança, por mais pequena que seja.

 

Entretanto, talvez devido ao facto da zona ribeirinha ser uma zona de instabilidade meteorológica, já não chegava a queda de parte da ponte, e o choupal foi varrido por um fenómeno que o transformou num parque de troncos. Não é que seja uma expressão artística de um qualquer criador, é tudo por uma questão de “segurança”! Segundo o inevitável José Pontes, “Quando se trata da segurança dos cidadãos, não pode haver negligência”. Mais um dos elementos do tão apregoado “postal” turístico de Ponte da Barca que foi perdido: o choupal. Parece que a solução técnica passa pela plantação de “árvores de copa mais abrangente”, tudo patrocinado por mecenas. A ver vamos, nesta terra de fortes e devastadores “vendavais”.  

 

 

 


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 00:57
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

Segunda-feira, 6 de Agosto de 2007
Barca de inseguranças

Barca de inseguranças

Casos de incumprimento de regras de segurança sucedem-se

Os sucessivos casos de acidentes devidos a desprezo pela segurança têm abalado o concelho de Ponte da Barca. O primeiro caso é aquele que é muito bem referido no último "O Povo da Barca", da morte de um jovem na freguesia de Bravães, electrocutado durante as obras da casa da sua família, numa linha de média tensão que passava um pouco acima da referida obra. Como é referido nesse jornal, "Que possa, ao menos, aprender-se a lição: que quem licencia, legista (?), constrói, compreenda que o cumprimento exigente das regras de segurança marca, muitas vezes, a diferença entre a vida e a morte."

Esse bom senso que todos devem ter, de cumprir regras de segurança, têm sido um caso de reflexão no concelho, por tragédias que mais recentemente voltaram a acontecer. No dia 14 de Julho morreu um homem em Grovelas numa operação de carregamento de uma máquina giratória para um reboque. Mais uma vítima de acidentes no trabalho a lamentar. No dia 21 do mesmo mês um homem de 41 anos que visitava Ponte da Barca numa excursão de Vila Nova de Famalicão morreu afogado no rio Lima ao atravessar o rio a nado.

Mais recentemente, uma nova vítima, gravemente ferida novamente na freguesia de Bravães. Desta vez não se tratou de um acidente de trabalho propriamente dito. Foi na Festa de Nossa Senhora da Pegadinha, na qual, segundo o Diário de Notícias, a caixa de lançamento dos engenhos pirotécnicos (fogo de artifício) não estaria devidamente fixa ao chão, estando segura apenas por pedras! Após a primeira explosão a estrutura tombou e começou a disparar as "balonas" (engenhos pirotécnicos de explosão no ar) em direcção às pessoas. Uma menina de 8 anos irá precisar de um transplante de pele numa perna que foi perfurada. Um conselho deve ser dado: neste Verão há que montar correctamente os engenhos pirotécnicos, nunca se devendo fiar na protecção divina do santo da festa.

 

 

Tristes casos em Ponte da Barca, que deverão servir de lições a partir daqui.


sinto-me:

talhado por o barqueiro às 12:58
link do post | botar farpas (=comentar) | favorito

barqueiro
pesquisar
 
Março 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


barcalhoadas recentes

Instabilidade meteorológi...

Barca de inseguranças

todas as barcalhoadas já assistidas

Março 2010

Fevereiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

tags

todas as tags

Visitas
Vídeo do mês: Política para Totós
subscrever feeds